Tamanho do texto

Chicão teve o melhor aproveitamento. Em caso de empate, decisão contra o Boca será nos pênaltis

Alex também teve bom aproveitamento nas cobranças
AE
Alex também teve bom aproveitamento nas cobranças

Tite avisou na segunda-feira que o Corinthians está pronto para todas as situações que a final da Libertadores apresentar nesta quarta-feira. Uma delas, a mais temida pelos torcedores, é a decisão por pênaltis, destino de Corinthians e Boca Juniors caso a partida termine empatada. Na véspera da partida, os titulares do time paulista intensificaram os treinos da "marca da cal".

Entre os titulares de linha, apenas Jorge Henrique não treinou pênaltis nesta terça-feira. Chicão, com seis conversões em seis tentativas teve o melhor aproveitamento. Ralf, Danilo e Leandro Castán tentaram três vezes e também acertaram as três. 

Alessandro e Emerson erraram uma cobrança das quatro que tentaram. Fábio Santos, com cinco acertos em seis chutes também teve bom aproveitamento. Assim como Alex, que de sete chutes acertou seis. Só Paulinho errou dois chutes. Ele cobrou três chutes e só anotou um.

Desde o início das fases eliminatórias da Libertadores os jogadores do Corinthians treinam pênaltis nas vésperas das partidas decisivas. Foi assim antes dos jogos de volta contra Emelec, Vasco e Santos. 

"Todos batem. Tem que ter confiança. Vem treinando desde que chegou o mata-mata e se tiver que ir pros pênaltis vamos ter de ir para vencer", disse Danilo.

Veja fotos do Corinthians na campanha que levou o time à final da Libertadores