Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Santos muda estratégia e desiste de procurar Ganso

Impasse para a renovação de contrato do meia acontece desde 2010, época em que o jogador sofreu rompimento do ligamento cruzado do joelho esquerdo

Agência Estado |

Agência Estado

O Santos mudou a estratégia e agora não vai mais procurar Paulo Henrique Ganso para fazer o novo contrato, com aumento salarial e a criação de um projeto de carreira. O impasse entre clube e jogador se arrasta desde agosto de 2010, quando o meia sofreu rompimento do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, teve que ser operado e ficou inativo por seis meses.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Antes do segundo jogo das semifinais da Libertadores, contra o Corinthians, tudo caminhava para uma solução. O Santos concordava até em dar o camarote térreo na Vila Belmiro que Ganso pedia. Mas, após a desclassificação houve retrocesso nas negociações e as duas partes saíram atirando, por conta do vazamento de algumas informações. Além disso, como o meia deve ser convocado na quinta-feira e se apresentar à seleção olímpica na próxima segunda-feira não há mais pressa para o acerto.

Leia mais: Após atuações discretas, Ganso reconhece que precisa melhorar

Gazeta
Com Ganso de volta, Santos entrou com time completo no Canindé e não conseguiu tirar o zero do placar

Ganso ficou irritado com divulgação, por gente ligada ao clube, do seu pedido de salário mensal de R$ 1 milhão. E também o clube não gostou de terem se tornado públicos detalhes de sua proposta ao jogador. Inicialmente, o Santos oferecia R$ 500 mil mensais de salário e prometia aumentar significativamente o rendimento do meia, com o acerto de contratos de publicidade para ele. Mas, após a queda na Libertadores, a proposta foi reduzida para R$ 350 mil/mês.

Confira ainda: Encostado no Santos, Fábio Costa pede reconhecimento e quer jogar

A explicação dos dirigentes foi de que o Santos perdeu importantes receitas ao ficar fora da decisão da competição sul-americana e do Mundial de Clubes. Ganso ouviu, mas não aceitou a justificativa e após o empate por 0 a 0 contra a Portuguesa, domingo no Canindé, não escondeu o descontentamento, ao afirmar que esperava uma proposta melhor.

E mais: Muricy elogia segundo tempo santista e vê Neymar recuperado

Segundo fonte ligada à diretoria, no reinício das negociações, Ganso se mostrava propenso até a ceder 30% (o Santos pedia 50%) dos seus direitos de imagem, desde que os dirigentes aceitassem negociá-lo por valor inferior ao da multa de 50 milhões de euros se surgisse uma boa proposta de clube europeu de ponta na atual janela de transferências. Faltava definir esse ponto. Agora, tudo volta ao ponto de partida.

Pelo contrato atual, Ganso ganha R$ 130 mil por mês. Ele deveria assinar um novo contrato, com garantia mínima de R$ 500 mil mensais, no dia 27 de agosto de 2010, quando a delegação retornasse de Porto Alegre, após o jogo do Santos contra o Grêmio pelo Campeonato Brasileiro. Mas, como sofreu a grave contusão no joelho e teve de ser operado, a reunião foi desmarcada e o assunto caiu no esquecimento.

Ganso se sentiu abandonado pelo clube. O seu prejuízo acumulado é superior a R$ 21 milhões, com base na diferença entre o seu salário e o rendimento mínimo que deveria começar a receber em setembro de 2010. Fala-se que a solução estaria próxima, com a transferência de Ganso para o Porto, de Portugal, mas, de acordo com os dirigente, não chegou ao clube nenhuma proposta pelo jogador.

Leia tudo sobre: gansosantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG