Mesmo com problemas burocráticos, Cvitanich, Schiavi e Roncaglia devem jogar a segunda partida da final

Roncaglia comemora gol do Boca na Bombonera
AP
Roncaglia comemora gol do Boca na Bombonera

O técnico Julio César Falcioni divulgou na manhã desta segunda-feira os 21 jogadores do Boca relacionados para o jogo de volta com o Corinthians , pela decisão da Copa Libertadores. Entre os convocados estão Cvitanich, Schiavi e Roncaglia, que passaram por imbróglios burocráticos no último final de semana.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O contrato dos três jogadores se encerrou após o empate com o Corinthians, na Bombonera, por 1 a 1. Schiavi acertou para a final, mas ainda não tem futuro definido. Roncaglia, que se apresentará na Fiorentina, da Itália, foi liberado para jogar a segunda partida, mas ainda precisa assinar o seguro contra lesões e, por isso, ainda não está confirmado, embora tenha grandes chances de entrar em campo.

Leia mais: Corinthians desafia histórico de sofredor em finais para ganhar título atípico

Cvitanich, por sua vez, está vinculado ao Ajax, da Holanda, que em princípio não pensava em liberar o jogador após o término do empréstimo. No domingo, porém, o clube europeu autorizou o jogador a disputar a decisão. Na partida de ida, o atacante ficou marcado por desperdiçar um rebote na pequena área, quando o jogo já estava empatado por 1 a 1.

Veja também: Cássio alerta para Riquelme, mas lembra: "Diziam do Neymar também"

Nesta segunda, Falcioni fechou o treinamento para imprensa e torcedores, porém já demonstrou que deseja repetir a escalação da primeira partida. Assim, o Boca Juniors atuará com: Orion; Roncaglia, Caruzzo, Schiavi e Clemente Rodríguez; Ledesma, Somoza, Erviti e Riquelme; Pablo Mouche e Santiago Silva.

E ainda: Na reta final da decisão, Alex e Danilo são a voz da experiência no Corinthians

Os 21 jogadores relacionados por Falcioni são: Orion, Sosa, Schiavi, Clemente, Roncaglia, Sauro, Sosa, Caruzzo, Riquelme, Ledesma, Erbes, Somoza, Erviti, Sánchez Miño, Chávez, Rivero, Mouche, Cvitanich, Blandi, Viatri e Santiago Silva. Na manhã de terça, a delegação argentina seguirá viagem para o Brasil e fará o reconhecimento do gramado à noite.

Após o empate na Argentina, o Boca precisa de uma simples vitória para assegurar seu sétimo título da Libertadores. Nova igualdade leva a decisão para a prorrogação - caso o empate persista, o campeão continental será decidido nos pênaltis. O segundo jogo está marcado para esta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Pacaembu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.