Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Corinthians tem de esquecer que joga final de Libertadores para vencer, diz Tite

Treinador tenta tranquilizar elenco com ideia de que vitória só virá se time jogar sem a pressão de uma final

Bruno Winckler e João Pontes, iG São Paulo | - Atualizada às

AFP
Corinthians joga contra o Boca, mas segundo Tite tem de esquecer pressão de final

O jogo que pode dar ao Corinthians seu primeiro título de Libertadores precisa ser encarado como uma partida qualquer. Esta é a fórmula de Tite para tranquilizar seus jogadores sem deixar que o histórico corintiano no torneio pese contra a equipe no duelo contra o Boca Juniors nesta quarta-feira no Pacaembu. 

Jorge Henrique se recupera, mas Tite deixar Romarinho sob alerta para jogar

"Eu acredito em padrão de jogo. Em repetir o que foi feito até aqui. Não é para pensar no que vai ser, no que vai representar (o título), de que é histórico. Isso a gente já sabe. O que tem que pensar é no jogo, como em qualquer outro. É pensar nas ações, em sair na frente, mas se não for assim, em buscar, construir em 90 minutos. Se não, nos 30 de prorrogação ou nos pênaltis. Tem de estar preparado para todas as situações. E nós estamos", disse o treinador.

Corinthians desafia histórico de sofredor em finais para ganhar título atípico

O treinador foi sereno na sua última entrevista coletiva antes da partida de quarta-feira. E tentou nas respostas às dezenas de perguntas que recebeu mostrar que o Corinthians encara esta partida com a responsabilidade que ela merece e com muito respeito ao Boca Juniors. O treinador não encara 

"É um grande jogo. As duas equipes chegaram até aqui por méritos. O mais importante e fundamental é manter a naturalidade, fazer o que sempre fez, responder as mesma perguntas seja de dois ou 150 repórteres. Essa é a naturalidade. Não tem fórmula mágica pra nada. É ter um equilíbrio forte como se tem em todos os jogos. É que isso faz vencer, se impor, ser melhor e ser campeão. É isso é que vale", disse Tite.

Por terem empatado no jogo de ida na Bombonera, Corinthians e Boca jogam por uma vitória simples pelo título. Novo empate leva o jogo para a prorrogação e, se persistir, para os pênaltis.


Leia tudo sobre: corinthianslibertadores 2012boca juniors

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG