Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Espanha e Itália duelam por bicampeonato inédito ou fim de tabu de 44 anos

Depois de empate na estreia, Espanha e Itália se reencontram pelo troféu da Euro 2012

iG São Paulo |

AP
Espanha tenta sua terceira Euro

Um tira-teima do jogo que apresentou as seleções de Espanha e Itália para esta Eurocopa estará em campo na grande final do torneio neste domingo, às 15h45 (de Brasília), no Estádio Olímpico, em Kiev, na Ucrânia. Depois de empatarem por 1 a 1 na estreia - quando se encontraram ainda pelo grupo C - Espanha e Itália duelam novamente para medir qual é a melhor seleção da Europa.

Relembre o jogo da primeira fase

Atual campeã do mundo, a Espanha tenta ser a primeira seleção a conquistar duas edições da Euro em sequência. A seu favor, um time entrosado e que tem marca fantástica de não ser vazada em jogos mata-mata desde o título da Euro em 2008. Foram três jogos naquela Euro, quatro na Copa da África em 2010 e mais dois nesta edição do torneio europeu. Nove jogos seguidos em que a derrota significa o adeus sem que a Espanha seja sequer ameaçada. Não à toa, foram dois títulos com mais um sendo possível.

Depois do empate na estreia contra a Itália, a Espanha assegurou a primeira posição do Grupo C com uma goleada de 4 a 0 sobre a Irlanda e triunfo de 1 a 0 sobre a Croácia. Já a Azzurra ficou com a segunda posição da chave por conta de empate em 1 a 1 com a Croácia e vitória por 2 a 0 na Irlanda.

AP
Itália não conquista a Euro desde 1968

Já a Itália, desacreditada no início do torneio, tenta encerrar um jejum de títulos na Europa de 44 anos. Desde 1968 a Azzurra não fatura o principal torneio do continente. Aquela ainda é sua única conquista em Eurocopas.

Em 2012, as duas equipes chegam à decisão sem encantar. A Espanha derrotou a França por 2 a 0 nas quartas de final sem brilho e superou Portugal nos pênaltis, nas semifinais, após empate sem gols no tempo normal e na prorrogação. 

Da Itália, eliminada ainda na primeira fase do Mundial de 2010, pouco se esperava nesta Euro. Porém a Azzurra, com poucos pontos de talento no time, baseou sua campanha nas grandes atuações de Andrea Pirlo e Mario Balotelli, principalmente contra a Alemanha, então favorita ao título, nas semifinais com a vitória por 2 a 1. Antes, nas quartas, a Itália eliminou a Inglaterra em um jogo muito sofrido que acabou em 0 a 0 e foi decidio nos pênaltis. 

Se a final desta edição tem dois times que não empolgaram, as diferenças entre as duas seleções podem pesar para que alguma delas conquiste o título. A Espanha aposta na força de um conjunto, em uma sólida defesa e tenta superar a crise de um ataque sem muito poder de penetração.

Já a Itália não tem o mesmo conjunto por viver uma fase de renovação de elenco. Mas aposta na genialidade do veterano meia Andrea Pirlo e em uma dupla de frente capaz de fazer tremer qualquer zagueiro: Mario Balotelli e Antonio Cassano. Tamanhas diferenças fazem com que os dois técnicos esperem um jogo bem equilibrado.

Veja fotos da partida que Espanha e Itália protagonizaram na abertura do Grupo C

"A Espanha apresentou um futebol dentro daquilo que a competição permitiu e a Itália está fazendo o que sempre se espera da Itália. Portanto, acredito que o campeão será por merecimento, mas qualquer prognóstico agora não passa de achismo. Estamos nos preparando para uma grande decisão", disse Vicente Del Bosque, técnico da Espanha. Já Cesare Prandelli, técnico da Itália, usa a velha tática de jogar o favoritismo nas costas do rival.

"Se formos levar em consideração o que se falava antes do torneio, a Espanha está onde se esperava e a Itália roubou o lugar de alguém mais votado. Portanto, não me aborrece quando alguns olham a Espanha em vantagem, pois não sou infantil. Mas posso assegurar que o título desta Eurocopa será muito bem disputada, pois nenhum dos m eus jogadores admite vender muito barato a vitória e a conquista da taça", afirmou Prandelli, cada vez com mais prestígio junto aos torcedores italianos.

Em relação ao time que vai a campo as duas equipes procuram fazer mistério, mas como contam com os principais jogadores, deverão manter a base que vem atuando. Caso a partida deste domingo termine empatada no tempo regulamentar, acontecerá uma prorrogação de trinta minutos. Persistindo a igualdade a Eurocopa será decidida nas cobranças de pênaltis.

FICHA TÉCNICA -  ESPANHA X ITÁLIA
Local: Estádio Olímpico, em Kiev (Ucrânia)
Data: 1º de julho de 2012 (Domingo) 
Horário: 15h45 (de Brasília) 
Árbitro: não divulgado pela organização

ESPANHA: Iker Casillas, Sergio Ramos, Gerard Piqué, Álvaro Arbeloa e Jordi Alba; Sergio Busquets, Xabi Alonso, Xavi e Andrés Iniesta; David Silva e Álvaro Negredo Técnico: Vicente Del Bosque

ITÁLIA: Gianluigi Buffon, Federico Balzaretti, Leonardo Bonucci, Andrea Barzagli e Giorgio Chiellini; Daniele De Rossi, Andrea Pirlo, Claudio Marchisio e Riccardo Montolivo; Mario Balotelli e Antonio Cassano Técnico: Cesare Prandelli

Leia tudo sobre: itáliaespanhaeuro 2012futebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG