Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco consegue a virada sobre a Ponte Preta e volta à liderança

Time carioca ficou atrás no placar por duas vezes, mas teve tranquilidade para reverter e retomar a ponta do Brasileiro

Gazeta | - Atualizada às

O Vasco derrotou a Ponte Preta, de virada, por 3 a 2 em partida disputada na noite deste sábado,em São Januário e reassumiu a liderança do Campeonato Brasileiro com 16 pontos ganhos. A Ponte Preta segue com nove pontos na décima posição.

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

Futura Press
Após sair do banco, Diego Souza comemora gol marcado pelo Vasco

O resultado premiou o esforço da equipe carioca que ficou em desvantagem duas vezes no placar mas encontrou forças para virar o marcador, mesmo sem fazer uma grande atuação. A Ponte Preta fez uma boa partida mas acabou prejudicada pelos erros individuais cometidos por seus jogadores em momentos cruciais do jogo.

Na próxima rodada, o Vascos enfrentará o Figueirense no Orlando Scarpelli. A Ponte Preta receberá o Palmeiras no Moisés Lucarelli.

O jogo

Cristovão Borges surpreendeu a torcida do Vasco ao escalar Carlos Alberto na vaga de Diego Souza numa tentativa de dar mais criatividade ao ataque do time de São Januário. Foi a Ponte Preta, porém, que começou mais agressiva, tocando a bola com rapidez e buscando espaços na defesa da equipe carioca. Aos dois minutos, Cicinho arrancou pela direita e cruzou para André Luís, mas Renato Silva aliviou o perigo.

Só depois dos seis minutos quando Felipe enfiou a bola no meio das pernas do marcador e fez a torcida vibrar é que o time da casa começou a dar sinais de vida em campo.

Aos 12 minutos, a Ponte deu o primeiro grande susto quando Nikão cobrou falta da intermediária e a bola se chocou com o travessão. O Vasco tentou dar a resposta no minuto seguinte quando Fagner ganhou a jogada pela direita, entrou na área e tentou passsar para Alecsandro que estava livre na área mas Ferron interceptou o passe. Aos 16 minutos, a Ponte Preta marcou o primeiro gol. João Paulo Silva fez lançamento perfeito para Roger que recebeu nas costas da zaga e bateu cruzado sem chances para Fernando Prass.

Em desvantagem, o Vasco partiu em busca do empate e alcançou seu objetivo aos 20 minutos. Felipe conduziu a bola pela esquerda e lançou para a pequena área. Eder Luis não alcançou mas Alecsandro surgiu para empurrar a bola para as redes, decretando a igualdade.

Veja os gols de Vasco 3 x 2 Ponte Preta

Quando tudo indicava que o time de São Januário desempataria a partida, a Ponte Preta marcou o segundo gol aos 26 minutos. O artilheiro recebeu bom passe de Renê Junior e bateu de primeira, surpreendendo Fernando Prass que saltou atrasado e não conseguiu impedir o gol.

Carlos Alberto se deslocava pelos flancos para tentar alimentar o ataque mas a equipe campineira marcava com muita aplicação e impedia que o meia desse velocidade às jogadas.

Aos 32 minutos, Juninho Pernambucano foi derrubado ao lado da área mas a cobrança do veterano meia foi bloqueada pela zaga da equipe paulista. Aos 34 minutos, o Vasco chegou a colocar a bola nas redes em conclusão de Eder Luís mas o lance foi anulado pelo assistente que enxergou impedimento na jogada.

Aos 39 minutos, Dedé se projetou ao ataque e lançou Eder Luis que cruzou para Alecsandro mas o goleiro Édson Bastos se antecipou e fez a defesa.

Aos 41 minutos, outro susto para a torcida. Nikão recebeu na entrada da área, se livrou da marcação e chutou cruzado. Fernando Prass não alcançou mas a bola se chocou com a trave esquerda. No rebote, Roger não conseguiu alcançar a bola e perdeu a chance de anotar o terceiro gol.

Apesar dos pedidos da torcida por Diego Souza, o Vasco voltou com a mesma equipe. E foi a Ponte Preta que criou a primeira jogada de perigo em lançamento para Nikão mas Dedé conseguiu aliviar o perigo.

Leia mais: Felipe é reticente quanto ao retorno de Ricardo Gomes

No seu primeiro ataque, aos três minutos, o Vasco conseguiu o empate. Alecsandro recebeu de Carlos Alberto e cruzou para a área. Lucas falhou de forma grotesca e a bola sobrou para Eder Luis bater rasteiro sem chances para Édson Bastos.

A igualdade desorientou a Macaca e fez o Vasco partir com mais empolgação em busca do gol de desempate, mas tomou novo susto aos dez minutos quando Fernando Prass saiu mal do gol e deixou a bola escapar, mas acabou defendendo outra vez.

A torcida pedia a entrada de Diego Souza enquanto via a Ponte Preta criar ataques perigosos como aconteceu aos 13 minutos após outra boa jogada de Nikão que concluiu por cima do travessão.

Aos 16 minutos, o time carioca errou mais uma vez na troca de passes na defesa e a bola sobrou para Roger que chutou para fora. Logo depois, o técnico Cristovão Borges colocou Diego Souza em campo, tirando Eder Luis, substituição que fez a torcida entoar gritos de burro para o treinador. Os torcedores queriam a saída de um volante para a entrada de Diego.

Aos 23 minutos, Fernando Prass saiu para cortar um lançamento e continuou com a bola, mas seu lançamento acabou nos pés de João Paulo Silva que bateu de longe para o gol vazio mas a bola passou longe.

Logo depois Carlos Alberto pediu para sair e Cristovão colocou o lateral William Matheus, deslocando Felipe para o meio campo. E aos 28 minutos, o Vasco quase desempatou em bomba de Nilton que passou bem perto da trave defendida por Édson Bastos.

O time carioca chegou ao terceiro gol aos 31 minutos em cobrança de pênalti. William Matheus foi empurrado na área por Lucas dentro da área e Diego Souza bateu a penalidade com violência para colocar a equipe em vantagem.

A Ponte Preta ainda teve chance de chegar ao empate aos 35 minutos. Após cobrança de falta na área do Vasco, a bola tocou no travessão e sobrou para Roger na pequena área, mas o atacante furou e desperdiçou a grande oportunidade.

Cristovão ainda trocou Felipe pelo volante Eduardo Costa para fortalecer o sistema defensivo e o Vasco acabou segurando o resultado e conseguindo a importante vitória.

FICHA TÉCNICA
VASCO 3 X 2 PONTE PRETA

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 30 de junho de 2012, sábado Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa (RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e José Silveira (RS)
Cartão Amarelo: Felipe Bastos (Vasco); Lucas, Tiago Alves(Ponte Preta)
Gols:
VASCO:Alecsandro aos 16 minutos do primeiro tempo; Eder Luis aos três minutos e Digo Souza aos 31 minutos do segundo tempo
PONTE PRETA: Roger aos 16 e 26 minutos do primeiro tempo

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Renato Silva e Felipe(Eduardo Costa); Nilton, Fellipe Bastos, Juninho Pernambucano e Carlos Alberto(William Matheus); Éder Luís(Diego Souza) e Alecsandro
Técnico: Cristóvão Borges

PONTE PRETA: Edson Bastos; Cicinho(Lucas), Tiago Alves, Ferron e João Paulo; Baraka, João Paulo Silva, Renê Júnior e Nikão(Caio); André Luis(Rildo) e Roger
Técnico: Gilson Kleina

Leia tudo sobre: brasileirão 2012vascoponte pretadiego souzacarlos albertoroger

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG