Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"São" Marcos: "Gritei no gol do Boca, mas depois quase arrebentaram minha casa"

Ex-goleiro do Palmeiras diz que secou Corinthians e acredita em argentinos na Libertadores

Francisco De Laurentiis - iG São Paulo | - Atualizada às

O empate por 1 a 1 contra o Boca Juniors, em plena Bombonera, deixou o torcedor do Corinthians confiante na conquista título da Libertadores, mas o ex-goleiro palmeirense Marcos mantém a esperança de ver o maior rival fracassar na busca pelo tão almejado troféu. Apesar de elogiar a campanha alvinegra, o pentacampeão torce pelo triunfo dos argentinos. Aposentado desde o início do ano, o "Santo" teve tempo de sobra para assistir ao jogo da noite de quarta e revela que vibrou no momento em que Roncaglia abriu o placar, mas depois teve de suportar os gritos dos corintianos após Romarinho igualar.

O Corinthians será campeão da Libertadores? O Palmeiras vence a Copa BR? Opine!

Reprodução/Twitter
Marcos e os amigos Bruno (esq) e Barcos no lançamento do novo sócio-torcedor do Palmeiras

"Gritei no gol Boca, mas, quando o Corinthians empatou, os caras quase arrebentaram minha casa com rojões. (risos) Mas futebol é assim e sou bem tranquilo. Brinco quando a gente ganha, e os caras brincam comigo quando perco. Futebol é uma grande brincadeira e não é para dar tiro. Se o Corinthians for campeão, vou ter que aguentar, mas estou ali torcendo para quarta-feira dar tudo errado para eles", disse nesta quinta, durante participação no lançamento do novo programa de sócio-torcedor do Palmeiras. Ele também afirmou que é natural secar os rivais.

VEJA TAMBÉM: Palmeiras lança sócio-torcedor, celebra adesão e quer ser time mais rico do país

"O Corinthians é merecedor de jogar a final da Libertadores, até pelos números que tem, pois está invicto e tomou poucos gols. Mas é óbvio que, como palmeirense, vou torcer para o Boca, da mesma forma que os corintianos vão torcer para o Coritiba contra o Palmeiras. O Corinthians está onde está porque merece, mas nossa esperança é a última que morre", afirmou.

E MAIS: CBF muda horário da final da Copa do Brasil e jogo passará em TV aberta

Destaque do Palmeiras na conquista do torneio continental em 1999 e presente também na perda da decisão para o próprio Boca na temporada seguinte, Marcos acredita que o torneio continental é o grande trunfo nas provocações aos rivais. "O Corinthians batalhou e chegou à final jogando contra Santos e Vasco. Mas tenho de torcer contra, porque a única alegria que temos é falar que eles não têm Libertadores".

Cornete e seque seu rival na Torcida Virtual do iG Esporte

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG