Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras mostra confiança na chegada de Obina e quer mais reforços

Atacante teve boa passagem pelo time em 2009, apesar de ter saído após brigar em campo

Francisco De Laurentiis - iG São Paulo |

O atacante Obina, do Shandong Luneng (China), está cada vez mais próximo de voltar a vestir a camisa do Palmeiras. Durante o evento de relançamento do programa de sócio-torcedor do clube, na quinta-feira, o presidente do clube, Arnaldo Tirone, afirmou que tem confiança na chegada do atacante, que fez sucesso em 2009, durante sua passagem pelo Palestra Itália.

Obina é bom reforço para o Palmeiras ou é dispensável? Opine!

"Se depender de mim, ele pode, sim, chegar por empréstimo. Não é uma negociação fácil, pois começou de um jeito, o time não liberava, e agora houve um avanço nisso. Tudo estava praticamente certo, mas depois teve um recuo deles. No entanto, a gente acredita que o Obina possa voltar a vestir a camisa do Palmeiras", disse Tirone, que ainda pretende contratar mais atletas para o restante da temporada. O mandatário ressalta, porém, a dificuldade em encontrar jogadores de "personalidade".

AE
Obina teve boa passagem pelo Palmeiras em 2009, mas nome do baiano divide opiniões no Palestra Itália

"O Palmeiras precisa de mais jogadores na frente. Queremos o Obina e mais um jogador, e estamos buscando. Mas não é tão fácil achar e contratar um jogador que venha, vista a camisa do Palmeiras e dê de cara de um bom resultado. Precisa ter personalidade", disse o dirigente. "A gente tem que pensar no Campeonato Brasileiro, que é longo. Não pode ter apenas 11 bons jogadores, tem que ter banco de reservas", completou.

VEJA: Palmeiras lança sócio-torcedor, celebra adesão e quer ser time mais rico do país

AE
Tirone já fez grande investimento em Wesley em 2012, mas o jogador se machucou e pouco atuou

Obina viria por empréstimo, mas o custo é alto. Segundo o gerente de futebol César Sampaio, o Palmeiras não pretende envolver atletas da base no negócio com o Shandong Luneng: "É uma negociação complexa porque precisa de parceiros, e ceder direito econômico de atletas da base já foi vetado pela diretoria", disse o dirigente durante a semana. O nome do baiano também não é unanimidade entre os dirigentes alviverdes, que entendem que o possível investimento no jogador de 29 anos não seria compensado numa futura negociação.

LEIA: CBF muda horário da final da Copa do Brasil e jogo passará em TV aberta

Revelado pelo Vitória, Manuel de Brito Filho, o Obina, chegou ao Palmeiras em maio de 2009, em meio à disputa da Libertadores. O atacante viveu grande fase durante o Brasileirão e desandou a fazer gols importantes - inclusive chegando a marcar três vezes em um clássico contra o rival Corinthians. Durante a má fase alviverde na reta final do torneio, porém, o atacante trocou socos com o zagueiro Maurício Nascimento durante uma partida contra o Grêmio, em Porto Alegre, e foi dispensado ainda nos vestiários, acertando com o Atlético-MG dias depois. Ao todo, foram 29 jogos e 12 gols pelo time alviverde.

Outro nome para o ataque
Outro nome que está na pauta alviverde é o do atacante Thiago Ribeiro, ex-São Paulo, Cruzeiro e atualmente no Cagliari, da Itália. Segundo Tirone, porém, o time estrangeiro tem prioridade para ficar com o velocista: "O Thiago Ribeiro a gente está tentando, mas tem a questão da prioridade do time de fora (Cagliari) para comprá-lo. Se eles fizerem o pagamento, o jogador é deles", afirmou. Recentemente, o Internacional também mostrou interesse no jogador.

Getty Images
Thiago Ribeiro é outro que interessa ao Palmeiras

MAIS: Palmeiras tenta recurso, mas vê Henrique fora da final

O presidente palestrino, inclusive, diz que será mais fácil contratar em caso de conquista palmeirense na Copa do Brasil, já que o título trará renda extra para os lados do Palestra Itália. "Se você ganha um título, a receita que entra é expressiva, tanto pela questão de premiação, patrocínio e ingressos, além da venda de camisas, da adesão de novos sócios (ao programa de sócio-torcedor), tudo melhora. Pode fazer a diferença", admitiu.

CONFIRA: "São" Marcos: "Gritei no gol do Boca, mas depois quase me arrebentaram"

Tirone também elogiou as contratações já feitas pelo Palmeiras no começo do ano, como o atacante Barcos, e também as mais recentes, como o meia-atacante Mazinho: "De todas as contratações que a gente fez esse ano, não houve nenhum equívoco, foram todas acertadas. Alguns jogadores surpreenderam, e a gente vai continuar trabalhando atrás de mais. O Palmeiras não pode ficar parado, queremos sempre melhorar o elenco", afirmou.

Ajude o Palmeiras a aumentar sua torcida virtual

Leia tudo sobre: PalmeirasMercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG