Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após divergências, ministro do Esporte pede relação de "cooperação" com a Fifa

Aldo Rebelo diz que história do "chute no traseiro" foi deixada para trás em prol da Copa

iG São Paulo | - Atualizada às

O ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, chegou a discutir publicamente com o secretário-geral da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados), Jérome Valcke, por conta do andamento das obras da Copa 2014 no Brasil. Com a relação menos tensa após acertos, o político mostrou tranqüilidade para falar sobre o atual relacionamento com a entidade que rege o futebol mundial. Segundo ele, há uma vontade de "cooperação" pelas duas partes.

O que você está achando da organização da Copa 2014 até agora? Comente!

Getty Images
Valcke e Aldo: paz e amor entre Governo e Fifa

"Há um trabalho na busca pelo interesse comum. É uma relação de cooperação. A Fifa, os Governos estaduais, municipais, todos querem fazer uma boa Copa do Mundo e nosso interesse nos leva a um trabalho neste sentido", discursou o ministro, nesta sexta-feira, no 4º Fórum das cidades-sede da Copa-2014, realizado no Palácio dos Bandeirantes.

VEJA TAMBÉM: Sorteio da Copa do Mundo de 2014 será na Bahia

Em março, a relação entre Rebelo e Valcke se estremeceu, quando o secretário-geral disse que o Brasil merecia um "chute no traseiro", diante do atraso nas obras nos estádios e mobilidade urbana, visando o Mundial. O ministro se incomodou com a frase, dizendo que não o aceitaria mais como interlocutor da Fifa.

E MAIS: Valcke confia em participação de Recife na Copa das Confederações

Após tratativas para esquecer o assunto, como o pedido de desculpas de Valcke e Joseph Blatter, presidente da Fifa, o secretário-geral voltou ao país nesta semana para novas vistorias nas cidades-sede. Com a passagem por Recife, Natal e Brasília, onde ficou satisfeito com o desenvolvimento do estádio Mané Garrincha, Valcke adotou um discurso otimista e fez elogios ao andamento das obras no País.

CONFIRA AINDA: Valcke visita Natal, evita polêmicas e elogia obra da Arena das Dunas

EFE
Aldo Rebelo diverte-se com José Maria Marin, Ronaldo, Bebeto e políticos durante vistoria de obras

"A visita foi ótima para ver de perto que os preparativos estão a toda velocidade e que os estádios vão tomando forma. Vimos o esforço e o trabalho duro que o país anfitrião vem aplicando. É claro que ainda resta muito trabalho pela frente e não podemos perder um minuto sequer, mas tenho certeza de que, juntos, faremos da Copa do Mundo um verdadeiro sucesso", disse Valcke, em carta divulgada no site da Fifa.

LEIA: Fifa admite negociar venda de cerveja com Governos estaduais

Embora o relacionamento tenha melhorado, há ainda divergências nas discussões, como na Lei Geral da Copa. Enquanto a Fifa deseja a liberação das bebidas alcoólicas nos estádios durante o Mundial, o governo deixou a decisão a cargo das cidades-sede. Para Rebelo, as diferenças deverão ser colocadas de lado durante as resoluções para a Copa.

VEJA: Governo quer iniciar em julho obras no entorno do Itaquerão

"Quando houver diferença de opinião, vamos administrar as diferenças de forma civilizada. Temos que sempre ter em mente o interesse comum, que é a realização de uma boa Copa do Mundo", completou Rebelo, que demonstrou confiança nesta manhã com o cumprimento dos prazos nas obras a serem realizadas, tanto para o Mundial, quanto para a Copa das Confederações, a ser realizada em 2013.

Leia tudo sobre: Copa 2014Aldo RebeloFifaJérome Valcke

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG