Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Vimos que o Boca não é tudo isso", cutuca diretor do Corinthians

Roberto de Andrade, diretor de futebol do clube, no entanto, ressaltou que a partida no Pacaembu não será fácil

Gazeta |

Gazeta Press
Roberto de Andrade elogiou o Boca, mas diz que não argentinos não são imbatíveis

O empate por 1 a 1 com o Boca Juniors, em La Bombonera, animou a diretoria do Corinthians. Na opinião de Roberto de Andrade, o placar mostrou que a equipe argentina não é tão forte, mesmo em casa, como se alardeava.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"O Corinthians tem condições de ganhar desse time. Não vou falar que será fácil, porque não é fácil. Mas vimos que não é tudo isso. O Boca é um grande time, mas não é imbatível", provocou o diretor de futebol.

MAIS PROVOCAÇÃO:  Emerson manda recado a Riquelme e diz que quem "vive da boca é cantor"

"Sei que nossa equipe tem muito mais para dar dentro de campo, mas, pelo resultado, está todo o mundo contente. Agora vamos para o Pacaembu. É outro jogo, outra história. Estamos a um gol do título", analisou.

Leia também:  Autor do gol, Romarinho recebe elogios de Tite: “Ele é inteligente”

Andrade é um dos dirigentes mais eufóricos com a campanha invicta da equipe na Copa Libertadores. Na semana passada, ele viu o jogo contra o Santos do banco de reservas e vibrou efusivamente com o gol de Danilo e o apito final do árbitro no empate que classificou o Corinthians pela primeira vez à final da competição.

Confira ainda:  Fisgada na coxa pode dar vaga de Jorge Henrique a Romarinho na volta

"Nosso time é maduro, sabe se defender e ataca quando dá. Acho que chegou nossa hora, essa é minha opinião", concluiu o diretor, esperançoso quanto ao primeiro título do clube no torneio.

Leia tudo sobre: corinthianslibertadores 2012boca juniors

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG