Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Santos e Ganso não chegam a acordo, mas negociações continuam

Clube quer participação nos direitos de imagem do atleta, que exige um grande aumento salarial

Gazeta |

Divulgação
Ganso não entra em acordo com a diretoria santista

A renovação de contrato do meia Paulo Henrique Ganso segue sem ser concretizada. Depois de um avanço significativo nas conversas, o valor salarial pretendido pelo camisa 10 do Santos inviabilizou o fechamento do novo acordo com o clube. Apesar disso, as negociações seguem em andamento e as duas partes esperam chegar a um consenso em breve.

Ganso deve aceitar as condições do Santos? Deixe seu comentário!

Ganso, que atualmente recebe R$ 130 mil mensais, não aceitou a proposta santista para receber um ordenado de R$ 350 mil, com o Santos ganhando participação nos seus direitos de imagem - o jogador é detentor de 100% desses direitos.

Leia também:  Diretoria do Santos não pedirá adiamento de jogos por conta de Olimpíadas

O maestro alvinegro deseja receber R$ 1 milhão por mês para abrir mão de uma parte de seus direitos de imagem. Na proposta do Santos, o time da Vila Belmiro e o atleta teriam 50% cada de participação nesse item. Na oferta de renovação, um plano de carreira foi oferecido a Paulo Henrique Ganso, prevendo ações para valorizar a sua imagem e uma equipe de profissionais para cuidar dos seus compromissos extra-campo.

Confira ainda:  Santos pode perder Fucile antes do final do contrato

Mesmo com o desacordo no que diz respeito aos vencimentos mensais, tanto a diretoria santista quanto o meia não pretendem alterar o prazo do contrato, válido até fevereiro de 2015, tampouco o valor da multa rescisória para o exterior, estipulada em 50 milhões de euros (aproximadamente R$ 129 milhões).

Leia tudo sobre: santospaulo henrique ganso

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG