Tamanho do texto

Meia francês insultou um repórter que tentava entrevistá-lo e pode ser suspenso pela Federação Francesa de Futebol

Agência Estado

Nasri pediu desculpas para a torcida, mas não para os jornalistas
Getty Images
Nasri pediu desculpas para a torcida, mas não para os jornalistas

O meia Samir Nasri pediu desculpas nesta quarta-feira para os torcedores da seleção francesa por ter xingado jornalistas após a derrota por 2 a 0 para a Espanha, pelas quartas de final da Eurocopa. Na zona mista, o jogador insultou um repórter que tentava entrevistá-lo e precisou ser contido para evitar um incidente de maiores proporções.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O técnico Laurent Blanc e a Federação Francesa de Futebol (FFF) criticaram o comportamento de Nasri, que poderá ser punido pelos xingamentos. "Os torcedores e em especial as crianças devem saber que eu lamento que a minha linguagem possa tê-los chocado", escreveu o meia em seu perfil no Twitter. "Eu amo (a seleção francesa), o futebol, e tenho um profundo respeito pelos torcedores", completou Nasri, que não se desculpou com o repórter. "Eu vou explicar melhor quando chegar a hora".

Leia mais: Maradona elogia C. Ronaldo e diz que português merece uma estátua em Lisboa

A FFF deve se reunir na próxima semana para discutir o caso de Nasri. O meia do Manchester City, que entrou durante o segundo tempo do jogo contra a Espanha, teve um relacionamento tenso com a imprensa francesa em todo o torneio.

Veja também: Capello responde crítica de Rooney e aumenta polêmica

Depois de marcar um gol no empate por 1 a 1 com a Inglaterra, na estreia da sua equipe no torneio continental, Nasri correu em direção à lateral na comemoração e gritou "cala a boca" em francês. Ele levou então seu dedo nos lábios para pedir silêncio a um jornalista. "Há um problema entre Nasri e a imprensa. Essa é a verdade", disse Blanc, depois do jogo com a Espanha.