Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Invicto, Corinthians repete fórmula para sair na frente do Boca na Libertadores

No seu maior jogo fora do Brasil na história, time paulista não fará mágica contra mística da Bombonera

iG São Paulo | - Atualizada às

Desde 1977, ano da primeira participação corintiana na Libertadores, espera-se por este dia. E na 10ª tentativa o Corinthians conseguiu chegar lá. Na final. Nesta quarta-feira, às 22h, em Buenos Aires, começa a primeira metade da batalha pelo título inédito para o time paulista. O Boca Juniors é o rival, adversário de tradição que faz sua 10ª final e busca seu sétimo título.

INFOGRÁFICO: Veja a trajetória corintiana ao longo das Libertadores

Por um bom resultado no jogo de ida, o Corinthians seguirá a mesma linha da campanha que o levou à primeira decisão. Afinal, a marca de 12 jogos invictos até aqui não foi conquistada por acaso. Assim, o time que venceu o Santos na Vila Belmiro e que eliminou o Vasco nas quartas-de-final será repetido

Leia também: Tite compara Paulinho a Riquelme e confirma time que pega o Boca

"Não tem novidade. Vou querer uma coisa nova, uma fórmula mágica? Na final tem que repetir o que você fez até agora. Tem que ter uma maturidade para trabalhar dentro ou fora de casa da mesma forma", disse Tite. O Corinthians jogou como visitante seis vezes até aqui nesta Libertadores. Venceu duas vezes e empatou quatro. 

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Emerson, que cumpriu suspensão no segundo jogo contra o Santos, volta ao time e forma o ataque ao lado de Jorge Henrique. Willian volta para o banco de reservas. Romarinho, nome do clássico contra o Palmeiras no domingo, também será opção para Tite.

No Boca Juniors, que também escalou reservas no fim de semana, o técnico Julio Cesar Falcioni confirmou a escalação que superou a Universidad de Chile nas semifinais. O argentino elogiou o Corinthians. "É um time muito rápido, de bom toque, jogadores que se movimentam muito. Se está na final é porque foi merecido", disse Falcioni. Riquelme está confirmado.

Vote na enquete: Para quem vai sua torcida na final da Libertadores?

Tite valoriza a história corintiana nesta edição e não teme a mística da Bombonera, onde já venceu com o Internacional . "Boca e Corinthians mostraram ao longo da competição que mereceram estar na final", disse o treinador corintiano. "Eu vejo a experiência a mais desse grupo por passar por situações importantes. Em que muito mais que a individualidade de um atleta está o conjunto. Passamos por momentos bons e ruins, aprendemos e crescemos juntos", completou o treinador.

FICHA TÉCNICA - BOCA JUNIORS x CORINTHIANS
Local: Estádio "La Bombonera", em Buenos Aires
Data: 27 de junho de 2012, quarta-feira
Horário: 22h
Árbitro: Enrique Osses (CHI)
Assistentes:  Francisco Mondria e Carlos Astroza (ambos do Chile)

BOCA JUNIORS: Orión; Roncaglia, Schiavi, Caruzzo e Clemente Rodríguez; Ledesma, Erviti, Somoza e Riquelme; Mouche e Santiago Silva. Técnico: Julio Cesar Falcioni

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex e Danilo; Emerson e Jorge Henrique. Técnico: Tite

Entre para a torcida virtual do Corinthians e ajude a mantê-lo no topo do ranking

Leia tudo sobre: corinthiansboca juniorslibertadores 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG