Por meio de um comunicado oficial, o Boca Juniors solicitou que o torcedor não leve apetrechos de pirotecnia

Bombonera promete entupir de gente nesta quarta
Divulgação
Bombonera promete entupir de gente nesta quarta

Com medo das ameaças feitas pela Conmebol em relação ao comportamento da torcida na semifinal diante da Universidad do Chile, a diretoria do Boca Juniors fez um apelo aos xeneizes, pedindo para que não levem sinalizadores ao estádio de La Bombonera nesta quarta-feira. Em ‘troca’, a equipe argentina garantiu a abertura dos portões três horas antes do apito inicial da primeira partida da final da Libertadores contra o Corinthians.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Por meio de um comunicado oficial, o Boca Juniors solicitou que o torcedor não leve apetrechos de pirotecnia, como fez na vitória por 2 a 0 sobre a Universidad do Chile, nas semifinais. O clube chileno reclamou e a Conmebol ameaçou o Boca com uma possível interdição da Bombonera, além de multa e possibilidade de inversão de mando de jogos na próxima edição da Libertadores e até na reta final do Campeonato Argentino.

Leia mais:  Invicto, Corinthians repete fórmula para sair na frente do Boca

"Pelo bem do Boca", a diretoria do clube argentino pede "apoio com o coração", não com sinalizadores, atitude que visa a prevenir qualquer conflito. Todos os 49 mil ingressos colocados à venda foram comercializados, sendo 2.450 para torcedores corintianos. Pelas ruas de Buenos Aires, alguns torcedores ainda buscam entradas, mas encontrarão sérias dificuldades.

Veja também:  Corinthians pode quebrar tabu brasileiro contra argentinos

A partida entre Boca Juniors e Corinthians, para começar a definir o campeão da Libertadores, terá início às 21h50 (de Brasília), mas os portões de La Bombonera já estarão abertos a partir das 18h30. A diretoria do clube xeneize espera que os torcedores se acomodem o mais rápido possível.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.