Meia do Corinthians afirmou que o time paulista precisa encontrar os espaços no duelo desta quarta, em La Bombonera

O Corinthians desembarcou no Aeroporto Internacional Ezeiza no início da noite da segunda-feira e já se dirigiu ao Hotel Intercontinental, de onde deve sair apenas às 19 horas (horário de Brasília) desta terça, para um treino de reconhecimento de gramado em La Bombonera, palco da primeira partida da final da Copa Libertadores, no dia seguinte.

O Corinthians vai vencer a Libertadores pela primeira vez? Deixe o seu comentário!

Alex pediu coragem e personalidade ao Corinthians contra o Boca
Gazeta Press
Alex pediu coragem e personalidade ao Corinthians contra o Boca

No desembarque do Corinthians em Buenos Aires, o meio-campista Alex , vencedor da Libertadores de 2006 com a camisa do Internacional, pediu "coragem e personalidade" ao time que atingiu a primeira decisão continental de sua história para duelar contra um time que já conta com seis títulos, além de nove finais.

Leia mais:  Corintianos esgotam ingressos de três setores para jogo da volta contra o Boca

"A gente tem que encontrar os espaços, as possibilidades do jogo e isso só acontece dentro de campo, não tem muito segredo. Estar na final da Libertadores é um privilégio, uma honra para todo mundo que está aqui representando o Corinthians. Vamos fazer tudo com coragem, personalidade, que é a nossa marca", afirmou o meio-campista, pregando a manutenção da postura tática que fez o Corinthians chegar à final sem derrotas e com apenas três gols sofridos.

Confira ainda:  Corinthians vai à Bombonera para se adaptar a estádio

No início de 2011, Alex foi contratado pelo Corinthians junto ao Spartak de Moscou, da Rússia, e revelou que uma de suas maiores motivações no novo clube era a de conquistar o título inédito, como foi no Inter, cinco anos antes. Quando Alex foi anunciado, o Timão já havia sido eliminado na pré-Libertadores, contra o Tolima, e disputou sua primeira edição em 2012, emendando boas atuações.

"Temos que trabalhar muito bem, sempre, porque o Boca Juniors é muito perigoso. Eu lembro com carinho da Libertadores de 2006, fim um gol na semifinal contra o Libertad, mas é uma lembrança no passado. Agora precisa construir o futuro", pontuou Alex, otimista com a primeira decisão de Libertadores pelo Corinthians .

Entre para a torcida virtual do Corinthians:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.