Treinador esperava um ciclo de apenas um ano no comando do clube do Parque São Jorge e se diz satisfeito por dar prosseguimento ao seu trabalho

Tite se sente grato pelo longo projeto implantado no Corinthians
AE
Tite se sente grato pelo longo projeto implantado no Corinthians

Tite entendia que seu trabalho no Corinthians ficaria completo se saísse após o Brasileirão do ano passado e teve até dificuldades para renovar seu contrato. Mas ficou e, na quarta-feira, será o primeiro técnico a comandar o time em uma final de Libertadores. Fato que o faz agradecer aos presidentes que encontrou no clube.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Quero dizer ao Andrés (Sanchez) e ao presidente Mário Gobbi muito obrigado por me darem uma oportunidade de trabalho com início, meio e fim. Isso, para mim, é um ano. Mas tenho a felicidade de ficar mais", comemorou o técnico.

Leia também:  Tite parabeniza olheiros pela chegada de Romarinho, herói do clássico

O treinador foi contratado em outubro de 2010 para tentar fazer o time recuperar o prejuízo que teve sob o comando de Adilson Batista e ser campeão brasileiro. Acabou em terceiro lugar e foi obrigado a disputar uma fase preliminar da Libertadores do ano seguinte, mas não pôde chegar à etapa de grupos por conta de uma traumática eliminação diante do Tolima.

O tropeço, porém, não encerrou sua segunda passagem pelo clube. Na sequência de 2011, foi vice-campeão paulista e conquistou o Campeonato Brasileiro. Mesmo eliminado nas quartas de final do Estadual deste ano, conseguiu uma inédita vaga na decisão da Libertadores.

Confira ainda:  Romarinho dá recado à torcida do Corinthians: "Essa é a minha cara"

E nesta quarta-feira, na Bombonera, aposta diante do Boca Juniors no futebol solidário que o garantiu no Corinthians por mais tempo do que imaginava. "Estamos nos preparando para o primeiro jogo com consciência e adquirindo confiança para jogar com bola e todos marcarem", ensinou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.