Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Muricy espera Santos e Neymar diferentes após queda na Libertadores

Treinador prevê um estilo de jogo novo para lidar com a forte marcação que o principal astro do elenco santista tem sofrido nas últimas partidas

Gazeta |

Agência O Globo
Neymar fez gol, mas voltou a ter trabalho com a marcação rival

O empate por 2 a 2 diante do Coritiba não conseguiu aliviar o baque da eliminação na Copa Libertadores, que completa uma semana na próxima quarta-feira. Sem repetir o título continental e vindo de uma série de partidas sem vitória, o técnico Muricy Ramalho já admite uma nova forma de jogar, principalmente em virtude da boa marcação exercida pelos adversários sobre Neymar.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Diante de Vélez Sarsfield e Corinthians, e também contra o Coritiba, Neymar foi bem marcado e não conseguiu brilhar como fez na conquista do Campeonato Paulista e mesmo na primeira fase da Libertadores. O lateral esquerdo Léo, de fora, admite que o ‘novo Santos’ só está começando sua trajetória: "O Santos está mudando sua forma de jogar, saindo de uma marcação forte e se adaptando. Futebol é assim".

Leia também:  Após eliminação, Santos só empata com o Coritiba

Nas últimas temporadas, o time da Baixada Santista faturou o Campeonato Paulista três vezes consecutivas, além da Copa do Brasil de 2010 e da Libertadores de 2011. No ano de seu centenário, o Santos repetiu a conquista estadual, mas não conseguiu atingir o objetivo na competição continental, que era de garantir o quarto título e se tornar o brasileiro com maior número de conquistas.

"Estamos em um momento de desclassificação recente e isso dói, porque chegamos perto de mais uma final de Libertadores, o que não é fácil. Eu estou tranquilo porque já passei por isso. Tem que ter calma e paciência para melhorar. Já aconteceu comigo, com um elenco muito menor que esse, de ganhar títulos. É claro que muda muita coisa, mas precisamos respirar, o Neymar também. Todo craque precisa mostrar sua capacidade todo dia", justificou Muricy Ramalho, sem culpar ninguém pela eliminação, mas cobrando comprometimento para a sequência da temporada.

Além do Campeonato Brasileiro, o Santos terá a disputa da Recopa Sul-americana em 2012, contra o campeão da Copa sul-americana do ano passado - a Universidad do Chile, também eliminada nas semifinais da Libertadores. "Acontece que não dá para fazer tudo antes, porque você não sabe o que vai acontecer na competição. Temos que tomar cuidado, encaixar direito, ter tranquilidade e saber o que vamos fazer", pontuou o comandante.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG