Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cruzeiro tira invencibilidade do Vasco e assume a liderança

Montillo, Wellington Paulista e Anselmo Ramon marcaram os gols dos vencedores

Gazeta | - Atualizada às


Em um jogo muito disputado na noite deste sábado, em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), o Cruzeiro venceu o choque de líderes do Campeonato Brasileiro, derrotando o Vasco por 3 a 1 na abertura da sexta rodada.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com o triunfo, o Cruzeiro tirou a invencibilidade dos cariocas, chegou aos 14 pontos e assumiu a liderança do Brasileirão. Montillo, Wellington Paulista e Anselmo Ramon marcaram os gols dos vencedores. Já os vascaínos, que descontaram com Rodolfo e sentiram muito a falta do gripado Juninho Pernambucano, somam 13 pontos e desperdiçaram a chance de dispararem na ponta da tabela de classificação.

Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

As duas equipes voltam a campo no próximo sábado. O Vasco recebe a Ponte Preta, novamente em São Januário, às 18h30(de Brasília). Um pouco mais cedo, às 16h20(de Brasília), o Cruzeiro recebe o São Paulo no Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

O Jogo

 O primeiro tempo foi muito ruim do aspecto de interesse dos torcedores. Apesar de ter sido muito disputado, teve muitos poucos lances de emoção. O Vasco tentava tocar a bola para poder penetrar no forte esquema defensivo montado pelo técnico do Cruzeiro, Celso Roth. Porém, os cariocas pecavam ao tentar afunilar as jogadas, que eram facilmente neutralizadas pelos zagueiros celestes.

Uma prova de que a primeira etapa teve pouca emoção foi que o primeiro lance de perigo aconteceu apenas aos vinte minutos e, mesmo assim, em uma cobrança de falta de Fellipe Bastos, que fez a bola passar sobre o gol.

A partida foi se arrastando e deixando claro que um gol sairia apenas em jogada de bola parada ou em uma falha de um dos setores defensivos. E foi o que aconteceu aos quarenta minutos, quando a Raposa abriu o marcador. A defesa vascaína saiu jogando errado, Leo cruzou, Wellington Paulista arrematou em cima de Rodolfo e, na zobra, Montillo chutou com força para marcar um belo gol.

Apesar de o Vasco ter esboçado uma pressão nos minutos finais do primeiro tempo, as maiores emoções estavam guardadas para a volta do intervalo. Logo aos oito minutos da segunda etapa o Cruzeiro quase ampliou, quando Wellington Paulista deu um drible que deixou Dedé caído e chutou para fora. O Vasco respondeu cinco minutos depois, em chute de Fagner que o goleiro Fábio defendeu.

Aos 18 minutos, porém, a rede voltou a balançar. Em um contra-ataque do Cruzeiro, Montillo acionou Wellington Paulista, que levantou a cabeça antes de dar um belo toque de cobertura, que tirou o goleiro Fernando Prass completamente da jogada. Os 2 a 0 poderiam intimidar o Vasco caso os cariocas não tivessem conseguido descontar apenas dois minutos depois, em uma falha de Fábio. Após cruzamento de Felipe, Nilton dividiu com o arqueiro e a bola sobrou para Rodolfo cabecear para o fundo da rede.

O gol vascaíno foi a senha para uma forte pressão dos cariocas. Porém, como tem sido hábito nos jogos do Cruzeiro, as mexidas de Celso Roth surtiram efeito e dois jogadores que saíram do banco de reservas foram os responsáveis pelo terceiro gol da Raposa, aos 35 minutos. Tinga recebeu na área, chutou cruzado e Anselmo Ramon, na cara de Fernando Prass, só teve o trabalho de escorar para o fundo da rede.

Aos 43 minutos o Vasco perdeu grande chance de descontar. Willian Barbio recebeu sozinho na área, mas errou ao tentar driblar Fábio e permitiu a defesa do goleiro cruzeirense. Foi o sinal que a torcida do Cruz-maltino precisou para começar a deixar as dependências de São Januário.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 3 CRUZEIRO

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 23 de junho de 2012 (sábado)
Horário: 18h30(de Brasília)
Árbitro: André Luiz Freitas Castro (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Fábio Pereira (TO)
Cartões amarelos: Felipe e Dedé (Vasco) e Mateus, Willian Magrão e Fabinho (Cruzeiro)

Gols - VASCO: Rodolfo aos 20 minutos do 2º Tempo; CRUZEIRO: Montillo aos 40 minutos do 1º Tempo e Wellington Paulista aos 18 e Anselmo Ramon aos 35 minutos do 2º Tempo.

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Rodolfo e Felipe; Rômulo, Nilton, Fellipe Bastos (Thiago Feltri) e Diego Souza (Willian Barbio); Eder Luis (Carlos Alberto) e Alecsandro
Técnico: Cristóvão Borges

CRUZEIRO: Fábio, Léo, Victorino, Mateus e Everton; Leandro Guerreiro, Charles, Willian Magrão (Tinga) e Montillo; Fabinho (Souza) e Wellington Paulista (Anselmo Ramón)
Técnico: Celso Roth

Leia tudo sobre: CruzeiroVascoBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG