Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Valdivia decide, Palmeiras elimina o Grêmio e vai à final da Copa do Brasil

Chileno começou no banco, mas entrou no 2º tempo e salvou o time alviverde do sufoco

Francisco De Laurentiis - iG São Paulo | - Atualizada às

Valdivia por pouco não deixou o Palmeiras nos últimos dias. Após ser vítima de um sequestro relâmpago, o chileno quase chegou a dar adeus ao país. Quis o destino, no entanto, que ele colocasse o time alviverde na final da Copa do Brasil nesta quinta-feira. Após ver o Grêmio abrir o placar na Arena Barueri, com o volante Fernando, o chileno - que fazia sua "reestreia" após o infeliz incidente - marcou o gol de empate e decretou o 1 a 1, dando ao clube do Palestra Itália a chance de conquistar a competição 14 anos depois de seu único título, em 1998. A última final nacional disputada pelo Palmeiras foi em 2000, quando a equipe venceu a extinta Copa dos Campeões.

Quem vence a Copa do Brasil: Palmeiras ou Coritiba? Comente!

Gazeta Press
Valdivia foi o herói do Palmeiras nesta quinta

A partida, que foi jogada sob muita chuva e com campo alagado, teve muitos momentos tensos e um show de carrinhos e cartões. No fim das contas, o time gaúcho teve dois atletas expulsos (Rondinelly e Edílson), enquanto o Palmeiras viu Henrique ir para o chuveiro mais cedo após ser agredido.

HERÓI: Após colocar Palmeiras na final, Valdivia chora e dedica gol à família

O atacante Kleber, de quem muito se falou antes do jogo, mais uma vez teve atuação apagada e ainda perdeu boa chance na área, sendo travado pela zaga em cima da hora. Já Valdivia, além do gol, ainda irritou os adversários com dribles e embaixadinhas, e também chutou uma bola na trave em cobrança de falta. No gol, Bruno foi bem e contribuiu com grandes defesas para o time alviverde.

QUEDA: Grêmio diz que perdeu vaga em casa e promete força no Brasileirão

O adversário do Palmeiras na grande final da Copa do Brasil (inicialmente marcada para os dias 4 e 11 de julho, com mandos a serem definidos por sorteio nesta sexta) será o Coritiba. A equipe da capital paranaense se classificou após vencer o São Paulo por 2 a 0 no estádio Couto Pereira, na noite da última quarta-feira. Quem triunfar nos duelos entre alviverdes garante vaga na Copa Libertadores 2013. Valdivia, inclusive, terá a chance de conquistar seu segundo título pelo clube do Palestra Itália, já que foi campeão paulista em 2008.

O jogo
Sob muita chuva, a partida começou com o Palmeiras perdendo grande chance logo aos 2min: Mazinho cruzou rasteiro e Daniel Carvalho por muito pouco não empurrou de carrinho para o gol. O Grêmio respondeu em seguida na bola aérea, mas a zaga alviverde afastou bem. Com o gramado encharcado e o clima tenso, logo os times começaram a fazer muitas faltas e a partida ficou truncada. O jeito era chuveirar na área, mas os goleiros Bruno e Victor estavam atentos. O arqueiro gremista, inclusive, fez grande defesa aos 17min, salvando cabeçada de Maurício Ramos em cima da linha.

Utilizando muito a bola aérea, o time de Porto Alegre chegou bem aos 28min, quando o volante Léo Gago apareceu de surpresa na área e cabeceou forte, à direita do gol de Bruno. Mas o goleiro teve que trabalhar mesmo aos 35min, quando o time tricolor tramou bem pela lateral esquerda e Pará rolou para Marco Antônio chegar batendo. A finalização saiu forte e tinha endereço, mas o goleiro palmeirense agarrou firme, sem dar rebote.

RELEMBRE EM FOTOS O CAMINHO DO PALMEIRAS ATÉ A FINAL DA COPA DO BRASIL

Com o Grêmio forte na busca do gol, o lateral Pará recebeu livre mais uma vez na esquerda e cruzou rasante, mas nenhum gremista alcançou a bola. Pouco depois, quase os torcedores do Palmeira tiveram que engolir um gol do atacante Kleber. O "Gladiador" recebeu livre na área, mas foi travado em cima da hora pelo zagueiro Thiago Heleno. Na última grande chance do primeiro tempo, Marcelo Moreno recebeu em profundidade e o goleiro Bruno, melhor do Palmeiras em campo, se antecipou para levar o 0 a 0 para os vestiários.

LEIA: CBF vai sortear mando de campo da decisão nesta sexta-feira

Gazeta Press
Torcida do Palmeiras faz a festa pela classificação

A segunda etapa começou com a mesma cara do primeiro tempo. O Grêmio seguia levantando bolas seguidamente na área palestrina, mas o goleiro Bruno agarrava todas. A chuva, porém, não dava trégua, e as equipes tinham muitas dificuldades para armar jogadas e tocar a bola. Sem conseguir segurar a bola no campo de ataque, Luiz Felipe Scolari lançou Valdivia no lugar de Daniel Carvalho. A mudança, porém, não surtiu tanto efeito, já que a equipe gaúcha seguia pressionando e chuveirando na área. Alta, a zaga alviverde se segurava como podia.

De tanto tentar, no entanto, o Grêmio achou o primeiro gol: Edílson levantou na área, Bruno deu rebote e Fernando completou para abrir o placar e deixar os torcedores do Palmeiras na Arena Barueri tensos. Quis o destino, porém, que Valdivia resolvesse seis minutos depois. Juninho fez grande jogada pela esquerda, cruzou rasteiro e o chileno chegou batendo de primeira para empatar e colocar o Palmeiras na final. Ainda houve tempo para Rondinelly ser expulso por um carrinho em Barcos, com Edílson levando mais um vermelho por agredir Henrique. O zagueiro palmeirense também acabou indo para o chuveiro mais cedo devido à confusão.

FICHA TÉCNICA - Palmeiras 1 x 1 Grêmio
Copa do Brasil 2012 - Semifinal
Local: Arena Barueri, em Barueri-SP
Data: 21 de junho de 2012, quinta-feira
Horário: 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago e Guilherme Dias Camilo
Cartões amarelos: Daniel Carvalho, Valdivia e Barcos (PAL); Werley, Kleber, Pará e Gilberto Silva (GRE)
Cartões vermelhos: Henrique (PAL); Rondinelly e Edílson (GRE) 

GOLS
PALMEIRAS: Valdivia, aos 27 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Fernando, aos 21 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Maurício Ramos, Thiago Heleno (Leandro Amaro) e Juninho; Henrique, Márcio Araújo, João Vítor (Patrik) e Daniel Carvalho (Valdivia); Mazinho e Barcos Técnico: Luiz Felipe Scolari

GRÊMIO: Victor; Edílson, Gilberto Silva, Werleye Pará; Fernando, Souza (Rondinelly), Léo Gago e Marco Antônio (André Lima); Kleber e Marcelo Moreno (Miralles) Técnico: Vanderlei Luxemburgo

O Palmeiras merece a final? Ou o Grêmio foi melhor? Discuta na Torcida Virtual

Leia tudo sobre: PalmeirasGrêmioCopa do Brasil 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG