Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mesmo com divergências e eliminação, São Paulo mantém Leão como técnico

Treinador diz que vai seguir sua rotina. Diretoria pede foco rápido no Campeonato Brasileiro

iG São Paulo | - Atualizada às

O diretor de futebol Adalberto Baptista foi o primeiro a aparecer para dar entrevista coletiva após a derrota por 2 a 0 para o Coritiba, que eliminou o São Paulo nas semifinais da Copa do Brasil. Mas não foi para anunciar a demissão do técnico Emerson Leão. Como já havia prometido o presidente Juvenal Juvêncio, o técnico continua no cargo, mesmo com divergências em relação à diretoria.

Você quer que Leão continue como técnico do São Paulo? Dê sua opinião!

Gazeta Press
Leão fica cabisbaixo após o primeiro gol do Coritiba

“A comissão está mantida”, avisou Adalberto Baptista, membro da diretoria que mais teve problemas com o treinador nesta Copa do Brasil – bateu o pé para o afastamento do zagueiro Paulo Miranda à revelia do comandante da equipe nas duas partidas das quartas de final.

VEJA: Elenco do São Paulo ressalta "raça" e "vontade" contra o Coritiba

“Há uma relação de trabalho, de cordialidade. A diretoria do São Paulo tem membros de personalidade forte como na comissão técnica. Existem pontos de vista divergentes, mas trabalhamos unidos em prol do São Paulo, e é isso que vai nos fazer dar a volta por cima. A relação é boa, eu garanto”, assegurou o dirigente.

E MAIS: Após eliminação, Luis Fabiano vê "falta de capacidade" do São Paulo

Leão apareceu na sala de entrevistas do Couto Pereira logo depois do diretor de futebol. Como já havia dito na véspera, minimizou a influência da derrota para o Coritiba em seu trabalho. “Minha rotina é a mesma de segunda a segunda-feira: trabalhar e treinar, fazendo tudo que a minha função, que é de confiança e responsabilidade, exige”, disse o técnico, alegando tranquilidadepara trabalhar.

“O pessoal me conhece bem. Não sou novidade no mercado, tenho 49 anos de futebol. Todos sabem que sofro como todos. E grandes cargos em grandes equipes nos levam a grandes disputas e grandes desafios”, afirmou.

LEIA: Em noite perfeita, jogadores do Corinthians comemoram queda do São Paulo

Da parte da diretoria, Adalberto Baptista evitou críticas públicas e lembrou do Brasileiro, no qual o time tem compromisso no sábado, contra a Portuguesa. “Não é hora de fazer reflexões e críticas. Agora é hora de todos remarem para o mesmo lado e buscar contra a Portuguesa os três pontos que depois outros vão lamentar lá na frente por terem perdido no início do campeonato”, indicou.

Mostre seu apoio ao São Paulo na Torcida Virtual do iG Esporte

Leia tudo sobre: São PauloCopa do Brasil 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG