Presidente do São Paulo lamentou a desclassificação do time paulista da Copa do Brasil, mas afirmou que o técnico Emerson Leão permanecerá no comando

Agência Estado

Juvenal Juvêncio diz que Leão vai permanecer no comando do São Paulo
AE
Juvenal Juvêncio diz que Leão vai permanecer no comando do São Paulo

A queda do São Paulo na Copa do Brasil, após a derrota por 2 a 0 para o Coritiba na última quarta-feira , foi suficiente para que o cargo de Emerson Leão voltasse a ficar ameaçado. O presidente do clube, Juvenal Juvêncio, garantiu apoio ao treinador nesta quinta, mas classificou o trabalho do técnico são-paulino apenas como "razoável".

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Ele tem feito um trabalho razoável, permanece. É o suficiente para mantê-lo, não existe esse esplendor de técnico no Brasil, todos sabemos disso. O mercado está muito carente, mas não é por isso. O trabalho é mais positivo do que negativo, só não chegamos à final do Paulista por uma vitória, o mesmo na Copa do Brasil. Mas estamos próximos", declarou.

Leia mais:  Lucas prevê pressão maior, mas Leão tranquiliza e cita até Catar

Leão chegou ao São Paulo no fim do ano passado, mas teve que reiniciar o trabalho este ano, já que o elenco foi reformulado. Oito reforços foram contratados, enquanto nomes da equipe de 2011, como Carlinhos Paraíba, Dagoberto, Jean e Marlos, foram negociados. Por isso, Juvenal Juvêncio tratou com naturalidade a oscilação do time e disse que as peças ainda vão se ajustar.

Confira ainda:  "Sofrimento se tornará alegria", diz diretor do São Paulo após eliminação

"É impossível pedir paciência à torcida, você não pede paciência às emoções. Mas esse time foi formado em 2012, é preciso de um pouco mais de tempo para as peças se ajustarem. Esse time é completamente diferente do ano passado", apontou.

E o elenco deve ser ainda mais alterado. O presidente garantiu que o clube aproveitará a atual janela de transferência para trazer alguns reforços, principalmente para a zaga. Ele revelou ter sondado o zagueiro Lúcio, atualmente na Inter de Milão, mas se assustou com o pedido salarial do jogador."Terá (reforços). Nessa janela vamos procurar reforçar aqui e acolá. Falta sobretudo reforçar a zaga. O São Paulo sempre teve a zaga muito forte, o passado recente indica isso", comentou. Está difícil, o Lúcio quer ganhar muito", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.