Após vencer na Vila Belmiro por 1 a 0, time do Parque São Jorge empatou com o Santos por 1 a 1, nesta quarta-feira, no Pacaembu

O dia 20 de junho de 2012 entrou para a história do Corinthians . Pela primeira vez, o time do Parque São Jorge garantiu vaga na final da Copa Libertadores , principal obsessão da torcida. Nesta quarta-feira, embalado pela massa que lotou o Pacaembu, o Corinthians empatou com Santos por 1 a 1. Neymar abriu o placar no primeiro tempo e Danilo deixou tudo igual na etapa final.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Agora, o Corinthians aguarda o vencedor de Boca Juniors e Universidad do Chile, que se enfrentam nesta quinta-feira, para decidir o título mais importante do continente. O time argentino ganhou a primeira partida das semifinais por 2 a 0 - as finais da Copa Libertadores serão disputadas nos dias 27 de junho e 4 de julho.

Leia mais:  Após polêmicas, Marin, Gobbi e Laor se bajulam no Pacaembu

Para completar a festa da torcida corintiana, o clube do Parque São Jorge estabeleceu nesta quarta-feira a segunda maior sequência invicta da história da Libertadores, com 12 jogos sem derrotas. O recorde é do Newell’s Old Boys, da Argentina, que ficou 14 partidas sem perder na edição de 1992.

O jogo

Precisando da vitória, o Santos começou a partida buscando o ataque. No entanto, a primeira jogada de perigo foi criada pelo Corinthians aos 11 minutos. Em rápido contra-ataque, Willian recebeu passe de Danilo dentro da área e chutou em cima do goleiro Rafael.

Aos 20 minutos, por pouco a torcida do Corinthians não soltou o grito de gol. Em cobrança de falta, Alex chutou no ângulo e o goleiro Rafael espalmou para escanteio.

Veja também:  Após eliminação, Muricy diz que Corinthians deve ganhar a Libertadores

Nove minutos depois, o Santos respondeu. Neymar arrancou com a bola pela ponta e direita e cruzou na área. Juan bateu de primeira, a bola desviou em Leandro Castán e Cassio fez a defesa.

Com o Corinthians preocupado apenas em marcar, o Santos ganhou campo para atacar e abriu o placar aos 35 minutos. Alan Kardec escapou em velocidade pela direita e cruzou rasteiro na área. Borges desviou, a bola bateu na trave e Neymar só precisou empurrar para dentro: 1 a 0.

Confira ainda:  Danilo põe Corinthians na final e justifica fama de 'Sr. Libertadores'

Depois do gol, o time da casa resolveu atacar e fez Rafael trabalhar. Aos 45 minutos, Fábio Santos cruzou, Jorge Henrique testou no canto e o goleiro santista se esticou todo para evitar o gol.

Danilo empatou o jogo logo no começo do segundo tempo
AFP
Danilo empatou o jogo logo no começo do segundo tempo

Na volta para a etapa final, Tite resolveu mexer na equipe e sacou o atacante Willian para a entrada de Liedson. A mudança surtiu efeito logo aos dois minutos, quando o camisa 9 sofreu falta na ponta esquerda. Alex cruzou na área, Danilo dominou e tocou  no canto: 1 a 1.

Apesar do gol, o Corinthians não repetiu a estratégia do primeiro tempo e seguiu no ataque. Aos sete minutos, o Santos acabou sendo beneficiado pela arbitragem. O gandula retardou a reposição de bola e foi agredido pelo volante Adriano. No entanto, Leandro Vuaden ignorou o lance.

Aos 22 minutos, o time do Parque São Jorge quase virou o placar. Alex levantou na área e Paulinho, em posição irregular, acertou uma bomba na trave.

E mais: Corinthians não escolhe adversário e valoriza "grupo forte"

Preocupado com o desempenho do time, Muricy Ramalho promoveu duas mudanças aos 30 minutos. Elano e Léo entraram nas vagas de Adriano e Juan.

A partir dos 35 minutos do segundo tempo, o Corinthians ficou com todos os jogadores no campo de defesa e segurou o resultado que garantiu a classificação inédita para a final da Copa Libertadores.

FICHA TÉCNICA - CORINTHIANS 1 x 1 SANTOS

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 20 de junho de 2012, quarta-feira
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS-Fifa)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS-Fifa) e Alessandro Rocha Matos (BA-Fifa)
Público: 37.978
Renda: R$ 2.599.702,50
Gols: Neymar aos 35 minutos do 1º tempo; Danilo aos 2 minutos do 2º tempo

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex e Danilo; Willian (Liedson) e Jorge Henrique
Técnico: Tite

SANTOS: Rafael; Henrique, Edu Dracena, Durval e Juan (Léo); Adriano (Elano), Arouca e Paulo Henrique Ganso; Neymar, Alan Kardec e Borges
Técnico: Muricy Ramalho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.