Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após polêmicas, Marin, Gobbi e Laor se bajulam no Pacaembu

Presidentes da CBF, do Corinthians e do Santos afastaram polêmicas antes de Corinthians x Santos

Bruno Winckler iG São Paulo |

AE
Luis Álvaro e Marin em encontro na Federação Paulista de Futebol

Os presidentes de Santos, Corinthians e da CBF marcaram presença no Pacaembu para a partida que apontará o time brasileiro na final da Libertadores. E após uma semana em que Luís Álvaro Oliveira Ribeiro insinuou favorecimento da CBF ao Corinthians por não ter jogadores convocados para a seleção em meio à semifinal da Libertadores, José Maria Marin e Mário Gobbi foram só afagos antes de a bola rolar.

Acompanhe o tempo real de Corinthians x Santos

“Sou fã dele (Laor). Ele faz bem para o futebol, tem cabeça boa e é uma bandeira de renovação no futebol com ideias novas. Vim dar um abraço fraterno. Nossos times estão na semi, um tem de passar, cada um torce para o seu e aconteça o acontecer não deixarão de ser grandes times, clubes e acima de tudo parceiros”, disse Mário Gobbi.

Laor, que fez questão de dizer que foi mal interpretado quando disse que Neymar voltou cansado da maratona de três jogos com a seleção nos Estados Unidos, também bajulou o mandatário corintiano. “O Mário é uma das pessoas humanas que conheço. É um grande amigo que tive nos últimos anos. Estar com ele é um prazer. E quando terminar jogo vamos tomar um chopp que ele vai pagar. É amigo para sempre”, disse Laor.

Um pouco antes de os dois presidentes rivais chegarem ao Pacaembu, foi Marin que chegou para seu camarote no estádio. São-paulino, o presidente da CBF preferiu assistir ao jogo de Corinthians e Santos a acompanhar a semifinal da Copa do Brasil entre São Paulo e Coritiba.

“Espero ver um bom jogo e que ganhe o melhor. Espero que seja um jogo com disciplina e que seja oferecido um espetáculo para o torcedor. Temos de mostrar que a pujança de São Paulo não se resume só ao campo, mas na organização ao torcedor, no respeito ao adversário e ao público que toma conta das ruas de são Paulo”, disse Marin.

Leia tudo sobre: SantosCorinthiansLibertadores 2012José Maria MarinCBF

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG