Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Último gol sofrido em casa na Libertadores eliminou Corinthians

Time está há seis jogos sem tomar gol em casa. Último gol foi feito por Vágner Love, do Flamengo, em 2010, e tirou o Corinthians da Libertadores ainda nas oitavas de final

Gazeta |

Gazeta Press
Com a vantagem obtida no primeiro tempo, Corinthians pode até empatar

Para eliminar o Corinthians nesta quarta-feira, no Pacaembu, o Santos vai precisar derrubar um retrospecto invejável da defesa adversária. A equipe não sofreu gol nos últimos seis jogos da Copa Libertadores em casa. O último foi em maio de 2010, para o Flamengo, no revés por 2 a 1 que a eliminou nas oitavas de final.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Classificado para o mata-mata com a melhor campanha da fase de grupos daquela edição, o time vencia por 2 a 0 e ia avançando para as quartas depois de ter perdido por 1 a 0 no Maracanã. No entanto, aos três minutos da etapa complementar, o atacante Vágner Love anotou o gol da desclassificação corintiana.

Leia mais: Corinthians está a um empate de recorde de invencibilidade na Libertadores

Da retaguarda daquela equipe, comandada por Mano Menezes, hoje treinador da Seleção Brasileira, o zagueiro Chicão e o lateral direito Alessandro são os únicos remanescentes. O goleiro Felipe, o zagueiro William e o lateral esquerdo Roberto Carlos já deixaram o clube e no momento são substituídos, na ordem, por Cássio, Leandro Castán e Fábio Santos.

Veja também: Em baixa no Brasileiro, Corinthians e Santos tentam salvar temporada

Com essa nova formação, além de não ter a rede balançada como mandante na Libertadores, o Corinthians tem a zaga menos vazada, com dois gols sofridos - para Deportivo Táchira-VEN e Nacional-PAR, ainda pela fase de grupos.

E ainda: Corinthians faz alerta contra ingresso falso para a semi. Veja como diferenciar

A situação diante do Santos se mostra confortável não apenas pelo bom retrospecto da defesa, mas ainda pela vitória por 1 a 0 como visitante, na Vila Belmiro, que permite até empatar nesta quarta-feira para ir pela primeira vez à final do torneio.

"Tem essa pequena vantagem, mas não podemos jogar em cima disso. Vamos marcar, pressionar e buscar o gol, porque é importante sair na frente", diz o volante Paulinho, acompanhado por Ralf, companheiro de meio-campo: "Não vamos só defender, temos que ter personalidade".

Entre para a torcida virtual de Corinthians ou Santos: 

Leia tudo sobre: corinthiansflamengocopa libertadoressantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG