Presidente da entidade diz que "espera ter a felicidade" de resolver últimos problemas nos próximos dias

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou nesta quarta-feira, por meio de seu site oficial, que a Série D do Campeonato Brasileiro terá início neste sábado. O primeiro confronto será realizado entre Mixto-MT e Sampaio Corrêa-MA. Para o dia seguinte, estão marcadas outras 19 partidas.

Quem serão os campeões das Séries C e D neste ano? Deixe seu palpite!

Tanto a Série D quanto a Série C teriam início junto às séries A e B há cerca de um mês, mas foram paralisadas por conta de diversas disputas judiciais envolvendo vagas na terceira divisão. A CBF e o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), no entanto, ainda não chegaram a um consenso em relação aos imbróglios jurídicos envolvendo a Série C, mesmo com a retirada das ações movidas por clubes na Justiça Comum na última segunda .

VEJA TAMBÉM:  Clubes retiram ações na Justiça e Séries C e D devem começar

Torcida do Sampaio Corrêa quer acesso à Série C
Divulgação
Torcida do Sampaio Corrêa quer acesso à Série C

O presidente da CBF, José Maria Marín, por sua vez,afirmou na nota divulgada nesta quinta que "espera nos próximos dias ter a felicidade de também anunciar o início da Série C".

E MAIS:  Marin contabiliza prejuízos por atraso da Série C e fala em punição

Confira abaixo a nota divulgada pela Confederação Brasileira de Futebol:

Depois do impasse criado pela ação de um clube na Justiça Comum, o que resultou na paralisação das competições tanto na Série D quanto na C, o departamento jurídico da CBF conseguiu que prevalecesse a legalidade que assegura aos 40 clubes participarem legitimamente da competição.

- A Série D começa sábado. Este problema está resolvido, através da competência da nossa Diretoria Jurídica, conduzida pelo doutor Carlos Eugênio, e espero nos próximos dias ter a felicidade de também anunciar o início da Série C.

Marin ressaltou que o início da Série D representa uma vitória não só da CBF, mas de todos os clubes e profissionais envolvidos, que poderão agora exercer o seu trabalho e profissão normalmente. E sobretudo uma vitória para os torcedores desses clubes, que estavam ansiosos em vê-los em ação.

- O que não podemos mais aceitar é que os clubes e seus torcedores sejam prejudicados por uma atitude isolada, de um único clube, de recorrer à Justiça Comum quando temos o foro adequado para esse fim, que é a Justiça Desportiva. Mas, felizmente, a legalidade prevaleceu e a Série D vai começar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.