Vasco recebe Cruzeiro no sábado, adversário que acabou tirou sua invencibilidade em São Januário no Brasileirão de 2011

Em 2011, o Vasco fazia boa campanha no Brasileirão , conquistara semanas antes a Copa do Brasil e, em São Januário, tornava-se cada vez mais temido. Mas, no dia 26 de junho, o time, mesmo jogando em casa, caiu diante do Cruzeiro: 3 a 0 . Este ano, a história é bem parecida. Líder do campeonato com 13 pontos, equipe cruzmaltina, invicta, recebe o mesmo adversário mineiro.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

Felipe treina na lateral esquerda entre os titulares
Site oficial, Marcelo Sadio
Felipe treina na lateral esquerda entre os titulares

Como não é um clube supersticioso, o reencontro com os cruzeirenses não está sendo levado em consideração. No entanto, caso perca novamente para a equipe agora comandada por Celso Roth – antes era dirigida por Joel Santana -, a derrota não pode tirar o ânimo vascaíno. Quem afirma é o meia Felipe , que já cita o exemplo do poderoso Barcelona.

Leia mais:  Vasco anuncia aquisição em definitivo de Eder Luis e Fellipe Bastos

“Se até o Barcelona perde, por que o Vasco não pode perder?”, rebateu o camisa 6 do Vasco, completando: “Aqui no Vasco, todos sabem que isso uma hora poderá acontecer. Só que estamos tranquilos neste aspecto, e não vamos nos desesperar”.

Veja também: Vasco negocia com Carlos Leite mais direitos sobre Fágner

Mas para não ser surpreendido, o time precisa, mais uma vez, do apoio de sua torcida. O confronto entre as duas equipes acontece neste sábado, no Rio. O torcedor, animado com a campanha do time - quatro vitórias e um empate -, promete comparecer ao estádio em bom número novamente. Felipe apela para o apoio em massa da torcida.

“O Vasco jogando em casa é um time muito forte. Sabemos tirar proveito disto, mas sabemos também que ninguém passará o resto da vida sem perder. Se isso acontecer, estamos preparados e saberemos dar a volta por cima”, disse o meia cruzmaltino.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.