Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após críticas de Barcos, Bruno confessa erro em gol do Vasco

Goleiro do Palmeiras evita entrar em choque com o atacante e admite ter falhado no gol que deu o empate ao time carioca

Gazeta |

AE
Bruno, goleiro do Palmeiras

O goleiro Bruno evitou entrar em novo choque com o atacante Barcos e confessou ter falhado no gol que deu o empate ao Vasco, neste domingo. Segundo o camisa 1 do Palmeiras, o erro se deu pelo fato de o forte chute ter sido disparado contra o canto que cobria.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Gol no canto do goleiro é sempre erro nosso, apesar de ter sido um chute muito forte do Juninho e eu não ter visto a bola. A gente sempre acaba segurando mais o nosso canto para não tomar gol ali", destacou o arqueiro, ainda em Barueri, em entrevista para a Rádio Jovem Pan.

Acompanhe o Brasileirão em tempo real e com estatísticas no aplicativo iG Futebol

Após abrir o placar com Mazinho, aos 11 minutos do segundo tempo, o Palmeiras manteve a vantagem até os 38, quando Henrique colocou a mão na bola, já na entrada da área palmeirense. Na cobrança da infração, Juninho bateu firme, no canto de Bruno, que foi duramente criticado por Barcos e Daniel Carvalho.

Veja ainda: Barcos reclama após empate do Palmeiras e vê falha do goleiro Bruno

Na saída da delegação, o camisa 9 ratificou a reclamação e disse que houve a falha, pois o goleiro não pode tentar ‘adivinhar’ onde o rival irá cobrar a falta. Ainda que o companheiro tenha o criticado, Bruno não deixou de dar méritos ao experiente meio-campista do time vascaíno.

Leia também: Sampaio classifica como positivo silêncio de Felipão após empate

"Poderia ter ficado mais no meu canto. Dei um passo para frente quando o Juninho foi bater, porque eu não estava vendo a bola e ele acertou lá no cantinho. Talvez se eu ficasse lá, parado no canto, poderia ter feito a defesa, mas foi um chute muito forte e difícil. Méritos para o Juninho", completou.

Desde a aposentadoria do goleiro Marcos, no começo do ano, os substitutos do camisa 12 sofrem com a pressão de assumir o posto de um ídolo. No Paulista, Deola foi escolhido para ser o titular, mas as falhas nas quartas de final do Estadual, contra o Guarani, foram decisivas para que Bruno tomasse sua vaga.

E mais: Palmeiras ainda aguarda "poeira assentar", mas não quer vender Valdivia

O camisa 1, porém, já havia sido cobrado neste Brasileirão. Na derrota frente ao Sport, por 2 a 1, foi considerado que o arqueiro havia errado no chute de Felipe Azevedo. À época, porém, Bruno ressaltou que não havia falhado no lance: "a bola pegou velocidade no campo molhado. Ainda trisquei nela, mas não deu".

Entre para a torcida virtual do Palmeiras

Leia tudo sobre: palmeirasbrunobarcosbrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG