Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sanchez vê "obras excelentes", cobra governo e alfineta santista

Ex-presidente do Corinthians elogiou o andamento das obras do estádio do time paulista e voltou a criticar o presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro

Gazeta |

Principal articulador da construção do estádio do Corinthians, o ex-presidente Andrés Sanchez acompanhou o casamento coletivo realizado nas dependências do Itaquerão na manhã deste domingo. Ele exaltou o andamento das obras da arena, cobrou os governantes e alfinetou Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, mandatário do Santos.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Futura Press
Andrés Sanchez elogiou as obras do Itaquerão e voltou a alfinetar Luis Alavaro

"As obras do estádio em si estão excelentes. O que precisamos urgentemente são as melhorias para a Zona Leste. Temos que cobrar dos governos municipal, estadual e federal esse legado que a população tanto precisa. As obras do governo estão um pouco atrasadas e espero que eles comecem a fazê-las nos próximos dias", declarou.

Leia mais: Itaquerão abriga casamento coletivo com Andrés como testemunha

Mais do que construir o estádio do centenário Corinthians, palco do jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014, a promessa é realizar uma série de obras na região como tentativa de impulsionar o desenvolvimento da área, uma das mais carentes da capital paulista.

Além de falar sobre as obras iniciadas em sua gestão, Sanchez voltou a rebater o presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro. Após a derrota do Santos no primeiro jogo da semifinal da Copa Libertadores, o dirigente falou em um complô para beneficiar o Corinthians com a participação do atual diretor de seleções da CBF.

Confira ainda: Andrés critica Laor e diz que, se ele quiser, Neymar não será mais convocado

"Isso entristece o futebol brasileiro. As pessoas insinuarem isso ou aquilo infelizmente é ridículo. Mas espero que quem estiver em uma noite melhor ganhe na quarta-feira, e tomara que seja o Corinthians", declarou Sanchez, que costumava manter boa relação com o santista.

Depois de vencer o primeiro jogo com um gol de Emerson Sheik, expulso na Vila Belmiro, o Corinthians garante presença na final de Libertadores de forma inédita com qualquer empate na partida marcada para a próxima quarta-feira, no Estádio do Pacaembu.

E mais: Luis Alvaro diz que seleção prejudica Santos e Neymar

Ainda que a equipe da capital tenha a vantagem, Sanchez fala com cautela sobre o duelo. "O Santos é um dos melhores times do Brasil, se não for o melhor. O Corinthians tem que ser humilde e tentar ganhar o jogo. Sabemos que será uma pedreira. O Santos, com os jogadores que têm, é praticamente imbatível", disse.

Antes de encarar o Santos pelo torneio continental, o Corinthians tenta reagir no Campeonato Brasileiro, em que ocupa a última colocação, diante da Ponte Preta neste domingo, em Campinas. Depois de lembrar o rebaixamento, Sanchez cobrou uma reação.

"Estamos na lanterna do Brasileiro e o campeonato é muito difícil. Todo mundo lembra que o Corinthians viveu seus piores momentos em 2007 e não podemos correr esse risco. Temos que começar a ganhar e, se Deus quiser, vamos fazer isso hoje", afirmou o ex-presidente.

Leia tudo sobre: corinthiansandrés sanchezluis alvarosantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG