Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com gol no fim, Náutico vence o Grêmio e quebra tabu

Time pernambucano, que subiu para a 10ª posição,  não vencia confronto há 21 anos

Gazeta | - Atualizada às

Em uma partida fraca tecnicamente, o Náutico derrotou o Grêmio por 1 a 0, gol do zagueiro Ronaldo Alves, aos 46 minutos do segundo tempo. Com o resultado, o time pernambucano quebrou um tabu de 21 anos sem vencer o Grêmio, que caiu para o 5º lugar, com 9 pontos. O Náutico, com a vitória, subiu para 7 pontos, ficando na 10ª colocação.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores


Mesmo sem jogar bem, o Grêmio controlou o primeiro tempo. Apesar dos três atacantes, a equipe teve dificuldades para criar jogadas de perigo. A etapa final foi parecida: a equipe gaúcha teve as melhores chances, mas não a contundência necessária para sair com a vitória. No final, com a expulsão de Grolli, o Grêmio viu suas chances diminuídas, levando um gol no fim.

Leia mais: Corinthians perde da Ponte Preta e segue na lanterna em semana decisiva

Gazeta Press
Jogadores do Grêmio e Náutico reclamam de marcação do árbitro

O próximo jogo do Grêmio pelo Brasileirão é domingo, contra o Flamengo, no Olímpico. Antes, a equipe enfrenta o Palmeiras, em Barueri, pelas semifinais da Copa do Brasil. Somente uma vitória por dois gols de diferença classifica a equipe para a decisão. O Náutico volta a atuar sábado, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte.

O jogo

Sem os volantes Souza e Fernando, Vanderlei Luxemburgo decidiu apostar numa escalação mais ousada para atuar nos Aflitos, com três atacantes: Kleber, Marcelo Moreno e Miralles. Mas quem começou em cima foi o Náutico: aos dois minutos, Auremir cruzou, a zaga gaúcha rebateu e Martinez pegou a sobra, para boa defesa de Victor. No minuto seguinte, Auremir tentou cruzamento e quase surpreendeu Victor.

Veja também: Coritiba vence, afunda Atlético-GO e ganha gás para Copa do Brasil

A partir daí, embora incomodasse o Grêmio com jogadas em velocidade, o Náutico não teve mais chances de gol. Foi o time gaúcho que teve as suas, embora nunca dominando amplamente a partida. Aos nove minutos, Edilson bateu falta de muito longe e acertou o travessão de Felipe. Aos 20, o Grêmio chegou duas vezes em escanteios: no primeiro, Marco Antônio quase fez gol olímpico; no segundo, Werley subiu livre e quase fez de cabeça.

Werley deixou o campo lesionado aos 32, dando lugar a Grolli. Dois minutos depois, o Grêmio levou perigo em um chute de Marcelo Moreno, bem defendido por Felipe. Aos 38, Léo Gago bateu falta da intermediária e a bola raspou o travessão.

E ainda: Palmeiras perde Luan e pode ficar sem Assunção para o jogo contra o Grêmio

O Grêmio voltou mais agressivo para o segundo tempo. Impondo-se fisicamente, o time gaúcho já criou a primeira chance aos quatro: Marcelo Moreno ganhou do zagueiro na corrida, concluiu, a bola bateu em Gustavo e deu na trave. No minuto seguinte, Gilberto Silva levantou e Miralles chutou à esquerda do gol. Aos 17, a zaga gremista errou linha de impedimento, deixando dois jogadores pernambucanos livres, mas Gilberto Silva salvou.

O jogo caiu bastante de ritmo a seguir. O Náutico tentou impor pressão na base da bola parada, mas não obtinha sucesso. O Grêmio voltou a ameaçar aos 33: Marco Antônio cobrou falta da intermediária, Marcelo Moreno cabeceou e Felipe espalmou para escanteio. No minuto seguinte, o time teve suas pretensões de vitória complicadas com a expulsão de Grolli, que levou o segundo amarelo após falta em Ramírez.

No último minuto, surgiu o gol pernambucano: Breitner cruzou na cabeça de Ronaldo Alves, que venceu Victor e deu a vitória ao Náutico, quebrando o tabu de 21 anos sem vencer o Grêmio.

Leia tudo sobre: náuticogrêmiotabucampeonato brasileiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG