Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Andrezinho marca, dá passe e comanda virada do Botafogo sobre o Inter no RS

Ex-jogador da equipe gaúcha foi o melhor em campo no triunfo carioca fora de casa

iG Porto Alegre | - Atualizada às

O jogo entre Internacional e Botafogo, na tarde deste sábado, marcou o reencontro do meia Andrezinho com o time gaúcho, pelo qual ele atuou durante quatro temporadas. O camisa 10, porém, não teve dó: marcou um gol e deu assistência para outro, de Fellype Gabriel, na vitória de virada botafoguense por 2 a 1, em pleno no Beira-Rio, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. Dagoberto fez o gol dos colorados.

O Botafogo mereceu a virada sobre o Inter? Deixe seu comentário!

Gazeta Press
Andrezinho detonou o ex-clube no Beira-Rio

O Botafogo começou ocupando o campo do Inter, mas aos poucos foi diminuindo o ritmo e viu o clube da casa crescer até fazer 1 a 0, com Dagoberto, aos 30 do primeiro tempo. Na etapa final, o jogo foi outro: com postura agressiva, o time alvinegro empatou o jogo e seguiu criando chances, até virar o placar.

VEJA COMO ESTÁ A CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRÃO 2012

O Botafogo fecha o sábado na 5ª colocação, com 9 pontos. Domingo que vem, a equipe carioca busca confirmar a recuperação diante da Ponte Preta, no Engenhão. O Inter, que perdeu a invencibilidade no campeonato, visita o Sport, na Ilha do Retiro, também no domingo. O resultado tirou o clube colorado do G4: agora é 6º colocado, com 8.

O jogo
O Botafogo começou bem a partida, ocupando o campo colorado e tentando impor seu ritmo de jogo. Logo aos 40 segundos, o time carioca chegou com perigo: Herrera escapou pela esquerda e cruzou para Vítor Júnior, que tentou marcar de letra, na pequena área, mas errou em bola. Os minutos seguintes viram o time carioca no campo colorado, mas sem criar chances.

VEJA TAMBÉM: W. Paulista marca e garante a festa do Cruzeiro diante do Figueirense

Aos poucos, o Inter foi se encontrando na partida. Forçando bastante pela direita, com Nei e Oscar, o Colorado foi descobrindo o caminho. Aos 14, Dagoberto se antecipou no primeiro pau em cruzamento de Oscar e concluiu para fora. Aos 30, não teve erro: Guiñazu cobrou falta rápido, serviu Oscar, que cruzou para a área. Leandro Damião escorou de cabeça para Dagoberto, também de cabeça, abrir o placar. Obrigado a sair para o ataque por conta da desvantagem, o Botafogo tinha dificuldades em articular ataques perigosos. O principal veio aos 37: Lucas fez boa jogada e rolou para Andrezinho, que chutou em cima de Dalton.

O segundo tempo foi completamente diferente. O Botafogo dominou a partida, e começou criando chances desde o início. Aos 45 segundos, Renato recebeu de Fellype Gabriel na entrada da área e bateu colocado, para defesa segura de Muriel. O Inter respondeu aos 6 minutos: Oscar recebeu pela esquerda e rolou para D’Alessandro, que bateu de primeira, raspando o poste de Jefferson. Um minuto depois, lance polêmico: Vítor Júnior foi derrubado por Índio e o árbitro Paulo César Oliveira ia marcando o pênalti, mas o árbitro adicional Edmundo Alves do Nascimento sinalizou falta fora da área, fazendo Paulo César voltar. Na cobrança, Vítor Júnior chutou na barreira. Lucas Zen pegou o rebote e mandou para fora. Aos 11, na pressão, o mesmo Vítor Júnior quase fez gol olímpico.

Futura Press
Inter saiu na frente, mas levou virada em casa

No minuto seguinte, o melhor momento botafoguense foi enfim recompensado: Vítor Júnior, sempre ele, encontrou Andrezinho na entrada da área. O ex-meia do Inter pegou na veia e acertou o ângulo de Muriel, fazendo, contra seu antigo clube, seu primeiro gol com a camisa alvinegra: 1 a 1. Aos 16, o mesmo Andrezinho bateu falta com perigo, quase fazendo o segundo. O Inter tentou respirar e criou uma boa chance aos 17, quando Dagoberto, em jogada individual, chutou perto do gol de Jefferson. Aos 21, Vítor Júnior foi novamente derrubado, desta vez por Fabrício, dentro da área, mas Paulo César Oliveira não deu o pênalti. Quatro minutos depois, Brinner quase marcou ao pegar rebote de escanteio. Muriel salvou com um tapinha.

Vendo seu time completamente dominado, Dorival Júnior chamou o volante Elton, provocando protestos dos torcedores. Mas ele nem chegou a entrar. No lance seguinte ao gol perdido por Brinner, Andrezinho bateu novo escanteio na cabeça de Fellype Gabriel, virando o placar. A partir daí, o Botafogo administrou a vantagem diante da tentativa desorganizada de pressão realizada pelo Internacional.

FICHA TÉCNICA - Internacional 1 x 2 Botafogo
Campeonato Brasileiro 2012 - 5ª rodada 
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre-RS
Data: 16 de junho de 2012 (sábado)
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Paulo César Oliveira
Assistentes: Vicente Romano Neto e Herman Brumel Vani
Cartão amarelo: Guiñazu, Índio, Nei e Sandro Silva (INT); Vítor Júnior, Fábio Ferreira e Lucas (BOT)

GOLS
INTERNACIONAL: Dagoberto, aos 30 minutos do primeiro tempo
BOTAFOGO: Andrezinho, aos 12, e Fellype Gabriel, aos 26 minutos do segundo tempo

INTERNACIONAL: Muriel, Nei, Dalton, Índio e Fabrício (Jajá); Sandro Silva (Gilberto), Guiñazu, D'Alessandro, Oscar e Dagoberto; Leandro Damião Técnico: Dorival Júnior

BOTAFOGO: Jefferson, Lucas, Brinner, Fábio Ferreira e Lennon; Lucas Zen, Renato, Fellype Gabriel (Maicosuel), Andrezinho (Dória) e Vítor Júnior (Gabriel); Herrera Técnico: Oswaldo de Oliveira

Leia tudo sobre: InternacionalBotafogoBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG