Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Muricy discorda de Laor sobre “complô” e sai em defesa de Mano

Técnico do Santos não crê em favorecimento ao Corinthians e entende que as convocações são meros reflexos do bom momento dos santistas

Gazeta |

A polêmica estabelecida após as declarações do presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, insinuando um "complô" da CBF para favorecer o Corinthians, continua em pauta. Depois do diretor de seleções da CBF, Andrés Sanchez, ex-presidente do Timão, rebater o mandatário santista, foi a vez de o técnico da equipe, Muricy Ramalho, comentar o assunto. Para o treinador, não há motivos para se desconfiar de um favorecimento ao rival.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores 

Futura Press
Muricy Ramalho não vê complô contra o Santos

"Em relação às convocações de atletas do Santos, não tem jeito. Temos jogadores importantes, que estão bastante valorizados. Todos os clubes querem que os seus principais atletas defendam a seleção brasileira. É natural. O que aconteceu com o Neymar e o Rafael era uma coisa esperada, nós sabíamos que iríamos perdê-los. Eles têm idade olímpica", afirmou Muricy.

Leia mais:Luis Alvaro diz que seleção prejudica Santos e Neymar

O ponto central da reclamação de Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro foi o desgaste físico e mental de Neymar, após os últimos amistosos dos canarinhos (contra Estados Unidos, México e Argentina). A Joia não teve uma boa atuação diante dos corintianos, na última quarta-feira, na primeira partida das semifinais da Copa Libertadores da América, e os exames de rotina realizados pela comissão técnica do clube acusaram um cansaço excessivo do camisa 11 alvinegro.

Confira ainda: Andrés critica Laor e diz que, se ele quiser, Neymar não será mais convocado

Questionado se Mano poderia ter convocado jogadores corintianos para a seleção, na última série de amistosos dos brasileiros, Muricy Ramalho acredita que as opções do técnico canarinho foram corretas.

E mais: Preocupado com Neymar, Muricy treina titulares e leva reservas contra Flamengo

Segundo o treinador do Santos, Mano Menezes agiu bem ao priorizar as Olimpíadas de Londres, competição que tem 23 anos como idade limite para os atletas - cada país pode levar até três jogadores acima dessa faixa etária.

"Não sei se os jogadores do Corinthians têm idade olímpica. O Paulinho (completa 24 anos em julho), por exemplo, é um grande volante, que pode até ir a Copa do Mundo, mas não pode ir para os Jogos Olímpicos. Por isso, no meu modo de ver, a última convocação dele foi com esse foco (Olimpíadas), o que foi correto. O Mano precisa mesmo dar prioridade a isso. Não vejo nada demais nesse aspecto. E nós, que somos do futebol, temos de apoiá-lo", concluiu.

Entre para a torcida virtual do Santos:

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG