Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Luis Fabiano prevê dor na perna, mas cumpre obrigação e encara Atlético-MG

Leão já avisou que semifinal da Copa do Brasil não o fará poupar titulares no Brasileirão

Gazeta |

Gazeta Press
Luis Fabiano jogou na vitória do São Paulo contra o Coritiba, por 1 a 0

Já com dois problemas musculares que o tiraram do São Paulo no início do ano, Luis Fabiano não contesta a prática de Emerson Leão de não poupar titulares, mesmo decidindo vaga na quarta-feira na final da Copa do Brasil contra o Coritiba. Por isso, se coloca à disposição para enfrentar o Atlético-MG no domingo, pelo Brasileiro, com um aviso: deve sentir dores.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"A perna vai acusar um pouco, é normal. Temos apenas dois dias de recuperação. E é difícil porque a gente vem de um jogo duríssimo, com um a menos. Mas a nossa obrigação é entrar em campo, jogar nosso futebol e tentar a vitória", disse o centroavante nesta sexta-feira, dia seguinte à vitória por 1 a 0 sobre o Coritiba que teve Paulo Miranda expulso no começo do segundo tempo.

Leia mais: Leão descarta poupar titulares e quer "estragar lua de mel" do Atlético-MG

O camisa 9, que já não enfrentou o Santos no domingo por suspensão, descarta qualquer pedido de descanso no fim de semana. "Nossa obrigação é jogar, não é pedir para ficar fora", opinou, falando, porém, em bom senso. "De repente pode existir bom senso com quem está pior ou sentindo alguma coisa, mas no geral temos totais condições de jogar com todos os titulares porque a filosofia é essa."

Veja também: Diretor do São Paulo define expulsão de Paulo Miranda como "lance infeliz"

Assim, Luis Fabiano, que como os outros titulares realizou apenas trabalhos de recuperação física na reapresentação da tarde desta sexta-feira no CT da Barra Funda, tenta acelerar seu descanso. No domingo, Leão só não escalará Denilson, que está suspenso por ter recebido três cartões amarelos.

E ainda: Marin visita Itaquerão, confirma amistoso no Morumbi e faz lobby por Cotia

"Tem risco de contusão descansado ou com sequência de jogos, é indiferente. Só que às vezes você entra um pouco mais descansado pelo tempo de recuperação", disse o goleador. "Se o jogo fosse hoje (sexta-feira), eu não jogaria porque estou morto. Mas existe amanhã, depois meio dia no domingo. Terei condições de jogar tranquilamente e me recuperar", tentou minimizar.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG