Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com La Bombonera lotada, Boca vence e abre boa vantagem contra 'La U'

Equipe comandada por Riquelme encaminhou vaga para a final com gols de Santiago Silva e Miño

EFE |

AP
Santiago Silva (dir.) comemora o primeiro gol do Boca contra La U

Empurrado por mais de 45 mil pessoas no estádio La Bombonera, o Boca Juniors deu um grande passo rumo à décima final da Taça Libertadores de sua história ao vencer o Universidad do Chile por 2 a 0 nesta quinta-feira, na partida de ida da semifinal do torneio.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Com o resultado, construído com gols de Santiago Silva e Sánchez Miño, o Boca obteve a vantagem de poder perder por até dois gols de diferença na partida de volta, na próxima quinta, em Santiago. A exceção é o placar de 2 a 0 a favor de 'La U', que provocaria a disputa de pênaltis. Quem passar decidirá o título contra Corinthians ou Santos.

Leia mais: Corinthians vence o Santos e está a um empate de sua 1ª final de Libertadores

O jogo teve presenças ilustres nas tribunas de La Bombonera. Ídolos eternos da equipe local, como Maradona, Carlos Tévez e Martín Palermo, além do tenista Juan Martín del Potro, reforçaram a torcida 'xeneize'. O Boca buscou fazer valer o mando de campo desde o começo, e logo aos quatro minutos do primeiro tempo levou perigo ao goleiro Jhonny Herrera. 


Riquelme descolou bom passe para Santiago Silva, que cortou a marcação e chutou por cima. Três minutos depois, também após receber do camisa 10, Erviti encobriu a meta. No entanto, quem criou a jogada do primeiro gol foi Mouche. Aos 15 minutos, o atacante cruzou para Silva, que girou para cima da marcação e chutou no canto esquerdo.

AP
Riquelme protege a bola do marcador chileno em La Bombonera

Depois do gol, o time da casa continuou tendo o controle das ações, mas já não atacava com tanto ímpeto. 'La U', por sua vez, foi se soltando aos poucos, mas teve apenas uma chance clara nos primeiros 45 minutos. Aos 30, Lorenzetti cobrou falta com categoria no canto esquerdo. Orión saltou e bonito e espalmou. Na volta do intervalo, o Boca fez mais uma "blitz" no campo de defesa dos chilenos. Depois de cruzamento da meia esquerda, aos dois minutos, 'El Tanque' Silva apenas desvia de leve. Foi o suficiente para dificultar a vida de Herrera, que teve que se esticar todo para salvar.

Aos dez minutos, porém, o goleiro do Universidad vacilou e permitiu que os argentinos ampliassem. Com espaço, o time anfitrião trocou passes até a bola chegar na entrada da área a Erviti, que bateu rasteiro. Herrera rebateu no pé de Sánchez Miño, que apenas completou para a rede. Se após o primeiro gol 'La U' se manteve viva na partida e até cresceu em alguns momentos, o segundo foi um duro golpe para o time dirigido por Jorge Sampaoli.

O Boca esteve perto do terceiro gol aos 20 minutos, quando Mouche desceu pela direita e cruzou baixo. O goleiro falhou e não alcançou, mas Ertivi não conseguiu concluir. Em lance parecido, aos 37, foi a vez de Silva tentar. Cvitanich jogou para a área, mas desta vez Herrera saiu melhor do gol e fez a defesa.

Leia tudo sobre: la ulibertadores 2012boca juniors

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG