Tamanho do texto

Jogador se disse aliviado por seus filhos terem ficado em casa na noite do crime

Valdivia passou três horas de terror com bandido
Francisco De Laurentiis
Valdivia passou três horas de terror com bandido

O sequestro relâmpago sofrido na última quinta-feira abalou demais o meia Valdivia , do Palmeiras . Uma semana depois do ocorrido - e ainda sem definir se fica ou sai do clube do Palestra Itália -, o camisa 10 convocou coletiva de imprensa para contar os detalhes das três horas de terror que passou nas mãos de um bandido. Segundo o jogador, sua mulher, a modelo Daniela Aránguiz, foi abusada pelo criminoso , que ainda fez o casal levá-lo até uma lanchonete. Um fato inusitado, porém, chamou a atenção do chileno: o sequestrador ligou para amigos e comemorou o crime ao lado de um famoso.

Você acha que Valdivia deve ficar no Palmeiras ou deixar o Brasil? Comente!

"Quando ele apontou a arma, tive que falar que era jogador de futebol. Ele perguntou onde eu jogava e falei que era no Palmeiras. Aí na hora ele falou: 'É o Valdivia!'... Ele pegou o celular, ligou pra uns amigos e comemorou que estava roubando o Valdivia...", disse o jogador, que foi sequestrado enquanto devolvia filme em uma locadora na zona oeste de São Paulo. O camisa 10, inclusive, comemorou o fato de seus filhos não estarem juntos na hora do crime.

VEJA TAMBÉM:  Valdivia não diz se fica no Palmeiras e revela que mulher foi abusada

"Estava indo entregar um filme da minha filha, e ainda bem que ela estava com febre e ficou em casa, pois toda vez que a gente vai na locadora, levo meus filhos junto. Ainda bem que a pessoa lá de cima me fez deixar meus filhos em casa...", afirmou o atleta. Valdivia também se mostrou inconformado com acusações de que teria inventando o sequestro relâmpago como um pretexto para deixar o time alviverde. O bandido, inclusive, foi preso na última quarta pela polícia .

"Passei muitos dias mal, ainda mais quando as pessoas acharam que eu estava mentindo, que era um pretexto para sair do Palmeiras... Passei por quase três horas de terror, de não saber se a pessoa que me sequestrou iria nos matar. Não é questão de perder um gol ou pênalti, mas uma questão de vida e morte... Quando fecho os olhos, vem na minha cabeça a imagem da pessoa que nos sequestrou apontando uma arma na cabeça da minha mulher... Só agradeço a Deus pela chance de estar aqui...", afirmou, aproveitando também para criticar os "programas de fofoca" da televisão chilena.

2 A 0 NO GRÊMIO: Palmeirenses dedicam vitória ao chileno Valdivia

Valdivia e sua esposa foram sequestrados por volta das 21h (horário de Brasília) da última quinta-feira. O casal ficou com o bandido por cerca de três horas e foi deixado na avenida Marquês de São Vicente, perto do CT do Palmeiras. O incidente abalou o jogador, que voltou ao Chile e chegou a dizer que não sabia se retornaria ao Brasil. Ele se reapresentou ao clube na última terça, mas deixou sua situação indefinida . Na tarde da última quarta-feira, o criminoso - que tem longa ficha corrida - foi preso pela polícia após ser identificado em imagens de uma câmera de segurança .

Ajude o Palmeiras a aumentar sua torcida virtual