Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Herói do Corinthians na Libertadores, Cássio diz que fama aumentou

Desconhecido do grande público até sua chegada, goleiro afirmou que seu objetivo é se tornar ídolo do clube paulista

Gazeta |

Gazeta Press
Com defesas importantes, Cássio foi um dos destaques do Corinthians

Emerson foi o autor do gol que dá ao Corinthians a vantagem de poder empatar para avançar a uma final inédita de Copa Libertadores da América, mas Cássio foi um dos mais festejados após a vitória por 1 a 0 na Vila Belmiro, pela primeira semifinal da competição continental.

Deixe um recado e comente a notícia com outros torcedores

Seguro durante toda a partida, o goleiro se destacou ao defender arremate do lateral esquerdo Juan, já no segundo tempo do duelo. "Eu só vi o chute quando chegou porque tinham muitos jogadores na minha frente. Na hora, todo mundo abriu e aí a defesa foi no reflexo", relembrou. "Foi importante para a gente sair com a vitória".

Leia mais: Emerson diz que sua expulsão foi justa, mas reclama dos critérios do árbitro

Dono da meta corintiana desde a eliminação do Corinthians nas quartas de final do Campeonato Paulista, quando o então titular Julio Cesar foi acusado de falhar em dois gols da Ponte Preta, Cássio tem correspondido às expectativas. Ele ainda não foi vazado em cinco jogos de Libertadores e, assim, tem conquistado os torcedores.

Veja também: Jornal argentino ironiza atuação de Neymar contra o Corinthians

"Tenho recebido muitas ligações, de amigos, familiares. Minha mãe e minha tia estão aqui em São Paulo, é muito bom receber os 'parabéns' delas. Pelas redes sociais tento responder o carinho que os torcedores estão me passando", declarou o goleiro, igualmente festejado após as quartas de final com o Vasco, por parar Diego Souza no Pacaembu.

E ainda: Pelo Twitter, Neymar diz que Santos fará de tudo para reverter resultado

Aos 25 anos, Cássio chegou ao Corinthians no final de dezembro ainda desconhecido de alguns, já que deixou o Grêmio muito cedo, logo que venceu o Sul-americano sub-20 com a Seleção Brasileira em 2007. No PSV, da Holanda, ele atuou por três temporadas e conquistou dois títulos, mas ainda não havia sentido o sabor da fama.

"Estou vivendo um novo momento, mudou bastante. Saio na rua e recebo o carinho das pessoas, pedem para tirar foto. Isso é muito bom, mostra que o trabalho está sendo bem feito. Tenho que ter tranquilidade, continuar treinando para jogar do mesmo nível e chegar ao meu objetivo que é ser ídolo do Corinthians", afirmou Cássio, que tem contrato com o clube até 2014.

Leia tudo sobre: cássiolibertadorescorinthianssantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG