Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Emerson diz que sua expulsão foi justa, mas reclama dos critérios do árbitro

Atacante avalia que cartões recebidos foram merecidos e que juiz errou por não ter expulsado Neymar

iG São Paulo |

Gazeta Press
Emerson é desarmado por Durval na Vila Belmiro

Apesar da reclamação geral do Corinthians em relação à arbitragem do carioca Marcelo de Lima Henrique na partida de ida contra o Santos nas semifinais da Libertadores , Emerson, o principal personagem corintiano no jogo, autor do gol da vitória no primeiro tempo e expulso no segundo , viu como justos os dois cartões amarelos que recebeu e que culminaram na sua exclusão do jogo. O atacante só discorda dos critérios adotados pelo árbitro que não expulsou Neymar por falta dura em Leandro Castán. 

"Eu acho que foi justa a expulsão. Não vou fugir da responsabilidade. O que eu questiono é que o mesmo critério não foi aplicado ao Santos, isso me deixou chateado. Eu entendi que em momentos ele não deu cartão amarelo e vermelho. Me deixou chateado e triste" disse Emerson à "TV Globo". "O Neymar fez uma falta no Castán...", recordou.

Leia também: Após estratégia certa, Tite sugere ordem de escalar titulares no domingo

Emerson recebeu dois cartões amarelos no segundo tempo depois de fazer faltas duras em Adriano e Neymar. O atacante santista também foi amarelado pelo árbitro depois de entrada violenta em Leandro Castán.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Além da reclamação com os critérios da arbtragem, Emerson criticou a decisão de Lima Henrique em dois lances. No primeiro, nos minutos finais da etapa inicial, ele arrancou pelo lado esquerdo do ataque e foi derrubado pelo lateral Henrique antes de entrar na área. O árbitro mandou seguir. Depois, no início do segundo tempo, quando o Santos precionava pelo empate, Emerson puxou contra-ataque, apostou corrida com Durval e acabou caindo na entrada da área. Mais uma vez, o juiz avaliou como lance normal.


"O lance que ganhei na corrida (contra Durval), eu tinha certeza que caí dentro da área. Depois vi que foi fora. No outro lance, esse sim eu tenho certeza que ele me tocou. Eu não vi nenhuma imagem desse lance. Eu estava no lance e ele me tocou. Malandragem do futebol, se tocou e me desiquilibrou, foi falta. A ideia era seguir e dar um tapa, para o chutar de esquerda, quando eu vi ela ficou próxima e ele me tocou", comentou.

Suspenso para o jogo de volta no Pacaembu, prega respeito ao Santos. "Seria estupidez minha, falta de respeito com o Santos, com o torcedor, com a história gloriosa do clube e com os próprios jogadores. Tem mais 90 minutos no estádio em que eles também estão acostumados e ganharam um título há pouco tempo. O Corinthians deu um passo importante, tem uma pequena vantagem para o segundo jogo" comentou Emerson.

Entre para a torcida virtual do seu time e o ajude na briga pelo topo do ranking  

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG