Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Muricy não descarta escalação de Ganso para primeiro jogo da Libertadores

Treinador diz que vai perguntar aos médicos e ao próprio jogador sobre a possibilidade de escalar o camisa 10 contra o Corinthians

iG São Paulo * |

AE
Ganso, meia do Santos

A grande incógnita do Santos para o primeiro jogo da semifinal da Libertadores é a escalação de Paulo Henrique Ganso. O meia foi submetido a uma artroscopia no dia 25 de maio e tem feito de dois a três períodos diários de recuperação no CT Rei Pelé. O retorno é previsto apenas para o segundo jogo, mas o técnico Muricy Ramalho não descarta por completo sua utilização nesta quarta.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O comandante garante que irá esperar até instantes antes a bola rolar, quando perguntará ao próprio jogador e aos médicos do clube sobre a possibilidade de escalação. Contando ainda com a lesão de Arouca, que já faz treinos físicos na baixada, Muricy não confirma o time que enfrenta o Corinthians na quarta.

Leia também: Léo defende Muricy e pede que reservas também mostrem valor

"É muito difícil, ele está quase internado no CT, mas é uma lesão difícil, complicada", disse o treinador. "A palavra do jogador é fundamental, porque não é um problema só da dor, que já diminuiu muito. O que estava molestando é a dor, que praticamente sumiu, é muito pouco. Existe um problema físico, de confiança, porque é no joelho. O jogo é importante, mas cuidar dele é mais ainda mais e eu estou deixando à vontade, sem pressionar. Só vai ser escalado se estiver confiante e bem."

Veja ainda: Libertadores e Copa do Brasil prejudicam finalistas no Brasileirão

A escalação do Santos é um mistério guardado a sete chaves pelo treinador: "Tem que ter calma, esperar. Essas lesões me deixam com poucas possibilidades. Agora não posso falar nada porque não tenho realmente o time que enfrenta o Corinthians".

O próprio Ganso, por sua vez, praticamente descartou a possibilidade de ser usado no primeiro jogo da final e tem se programado para entrar em campo no confronto decisivo, domingo.

"Estamos correndo contra o tempo. Fico chateado, mas nada que possa aborrecer minha cabeça. Você tem que tirar força de dentro de você. A vontade de estar lá é 1000%, porque é um jogo pra entrar na história. Mas eu estou focado no segundo jogo", disse o meia à Rádio Cultura.

Entre para a torcida virtual do Santos

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: santosgansolibertadores 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG