Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Após sequestro, Valdivia põe em dúvida permanência no Palmeiras

Meia chileno adia retorno ao Brasil para a quinta-feira e admite dificuldade de permanecer em São Paulo sem a companhia da família

iG São Paulo * |

AE
Valdivia, meia do Palmeiras

O sequestro relâmpago sofrido em São Paulo na última quinta-feira coloca em risco a permanência de Valdivia no Palmeiras. Após o ocorrido, o meia chileno voltou ao seu país e manifestou preocupação com sua família, admitindo ser difícil continuar na capital paulista sem a companhia da esposa e dos filhos.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Em entrevista a uma emissora de TV chilena, Valdivia disse: "Para nós, é extremamente difícil. Ela (esposa) decidiu vir para cá, sair do Brasil, e deixar a vida em que estávamos. Agora, a decisão é comigo."

Leia também: Marcos revela ameaças de morte a Valdivia durante sequestro

Valdivia ainda revelou mágoa com o desdobramento da situação. "É complicado, tenho ouvido notícias e rumores de que (o sequestro) é uma desculpa para eu sair do Brasil porque não estava jogando bem. Independentemente de jogar bem, mal ou extraordinário, até uma pessoa que não faz nada no futebol teria tomado a mesma decisão", acrescentou.

Confira ainda: Palmeiras promete “carinho” e admite adiar retorno de Valdivia

O camisa 10 do Palmeiras ainda explicou que apelou constantemente ao sequestrador, dizendo que queria viver e que não impediria que levasse seu veículo. Ainda assim, alega ter ouvido diversas ameaças de morte.

E mais: Pai de Valdivia afirma que vai repensar a situação do filho no Brasil

Depois do sequestro, Valdivia embarcou na sexta-feira ao Chile, acompanhado pela família, e assumiu o compromisso de se reapresentar ao Palmeiras nesta segunda. No entanto, o camisa 10 entrou em contato com o gerente de futebol do clube, César Sampaio, e informou que estará de volta ao elenco no treino da manhã de terça.

Diante da opção de sua esposa de voltar ao Chile de maneira definitiva, Valdivia analisa qual é o rumo que dará em sua carreira. "É uma decisão difícil, mas creio que vá prevalecer o calor humano", completou.

Valdivia tem contrato no Palmeiras até 2015, e a diretoria não acredita na possibilidade de o jogador pedir para se transferir.

Entre para a torcida virtual do Palmeiras

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: palmeirasvaldivia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG