Tamanho do texto

Depois de 3 empates seguidos, time faz 3 a 1, chega a 6 pontos e agora recebe o Santos dia 17 no Rio

Na primeira partida do Flamengo no Rio sem Ronaldinho Gaúcho, o time finalmente conseguiu sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro . Na noite deste sábado, no Engenhão, a equipe dirigida por Joel Santana derrotou o Coritiba por 3 a 1, gols de Vágner Love , Luiz Antônio e HernaneEmerson descontou. Os rubro-negros passam a somar seis pontos, e agora enfrenta o Santos, dia 17, também no Engenhão.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Assista aos gols da vitória do Flamengo sobre o Coritiba no Engenhão

Acompanhe o Brasileirão em tempo real e com estatísticas no aplicativo iG Futebol

O Flamengo entrou em campo com uma equipe cheio de jogadores reservas. O discreto público presente ao estádio desconfiou. Mas ainda assim foi perigoso e começou pressionando o time paranaense. Logo aos quatro minutos, Diego Maurício teve a chance de abrir o marcador, mas o chute parou nas mãos do goleiro.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Mas na jogada seguinte, no entanto, Vagner Love não desperdiçou. Magal, pelo esquerdo de ataque, viu o atacante livre na pequena área e cruzou na medida. Em posição irregular, Love escorou para o fundo de rede, fazendo 1 a 0.

Legal também foi a tabela de Ibson com Luiz Antônio. O meia recebeu na marca do pênalti, protegeu a bola de um marcador enquanto percebia a chegada do companheiro. O passe saiu na medida. Luiz Antônio, aos 12, bateu cruzado, no canto direito do goleiro: 2 a 0.

O Flamengo passou a gostar do jogo e dominou o meio-campo. A equipe adversária apostava nos contra-ataques. Numa das investidas à área rubro-negra, Emerson, de cabeça, testou no ângulo direito de Paulo Victor, escorando cruzamento da direita. O goleiro rubro-negro se esticou todo e por pouco não evita o gol do Coritiba: 2 a 1, aos 24.

A partir daí, o jogo ficou equilibrado. O Coritiba passou a pressionar, com o Flamengo acuado por ter acusado o golpe. E só acordou quando Diego Maurício, da intermediária, arriscou de perna direita. A bola passou violentamente por cima do gol de Vanderlei, que precisou dar tapinha para afastar o perigo.

No segundo tempo, a pressão do Coritiba continuou. O Flamengo não conseguiu segurar a bola, dando chance ao time paranaense, que nem parecia visitante. Os dois treinadores modificaram as equipes. No time rubro-negro, Magal, deu lugar a Botinelli, com Renato Abreu sendo deslocado para a lateral esquerda. No Coritiba, o experiente Tcheco substituiu Lucas Mendes.

O técnico Marcelo Oliveira continuou ousando, trocando Sergio Manoel e Lincoln por Chico e Robinho. No lado rubro-negro, Joel sacou Diego Maurício e Luiz Antônio, lançando Hernane e Muralha.

As mexidas fizeram bem ao time visitante, que seguiu pressionando, chegando com perigo ao gol de Paulo Victor, enquanto os rubro-negros viviam dos contra-ataques, e assim mesmo arriscando só as bolas áreas. A blitz, porém, não foi suficiente para o Coritiba chegar ao empate. Festa da pequena torcida do Flamengo, que testemunhou a primeira vitória na competição. E aliviada, porque aos 46 Hernane aproveitou uma rebatida da defesa e, livre na área, fez 3 a 1, desviando no canto esquerdo do goleiro.

FICHA TÉCNICA - FLAMENGO 3 X 1 CORITIBA
Local:
Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 9 de junho de 2012 (Sábado)
Horário: 18h30(de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Braghetto (SP)
Assistentes: Márcio Luiz Augusto (SP) e Carlos Nogueira Júnior (SP)
Cartões amarelos: Aírton, Roberto e William 

GOLS
Flamengo:
primeiro tempo – Vagner Love (4) e Luiz Antônio (12). Segundo tempo - Hernane (46)
Coritiba: primeiro tempo – Emerson (24)

FLAMENGO: Paulo Victor, Wellington Silva, Welinton, Marllon e Magal (Botinelli); Aírton, Luiz Antônio (Muralha), Renato Abreu e Ibson; Diego Maurício (Hernane) e Vagner Love
Técnico: Joel Santana

CORITIBA: Vanderlei; Ayrton, Demerson, Emerson e Lucas Mendes (Tcheco); William Farias, Sergio Manoel (Chico), Everton Ribeiro e Lincoln (Robinho); Roberto e Everton Costa
Técnico: Marcelo Oliveira