Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em crise com Leão, São Paulo negocia com ex-treinador do Chelsea

O português André Villas-Boas está apalavrado com o presidente Juvenal Juvêncio, mas só quer assumir o comando do time do Morumbi em 2013

iG São Paulo |

Getty Images
André Villas-Boas está apalavrado com o São Paulo

O São Paulo pode trocar Emerson Leão pelo técnico português André Villas-Boas. O jornalista Fábio Sormani, colunista do iG, apurou que o presidente Juvenal Juvêncio conversou pessoalmente com o ex-treinador do Chelsea e, inclusive, acertou as bases salariais.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

No entanto, uma exigência de Villas-Boas pode atrapalhar o negócio. A princípio, o pupilo de José Mourinho aceita assinar com o clube do Morumbi, mas só quer começar o trabalho após o fim da temporada.

Insatisfeita com o trabalho de Emerson Leão, a cúpula são-paulina quer que o treinador português assuma o comando após o término da Copa do Brasil – o time do Morumbi está nas semifinais da competição.

Leia mais: Por profissionalismo, Leão compara Fabuloso a filho e indica punição

No mês passado, Villas-Boas esteve em São Paulo e falou sobre a possibilidade de trabalhar em um time brasileiro. Durante a visita, Adalberto Baptista, diretor de futebol do São Paulo, iniciou as conversas para contratar o treinador.

“A única coisa que tenho como ambição da carreira é trabalhar em campeonatos diversos. Partir para Argentina ou Brasil. São campeonatos diferentes de uma rota normal de um treinador europeu. Estar neles estimulam desafios pessoais que eu me tracei. Quando pode acontecer, eu não sei. Mas teriam muito gosto um dia de treinar nesses campeonatos”, disse o português.

Veja também: Paulistas têm pior início de Brasileirão na história dos pontos corridos

Com apenas 34 anos, Villas-Boas fez história no Porto. Em 2011, ele conquistou o Campeonato Português, a Taça de Portugal e a Liga Europa. Por conta do excelente trabalho, foi contratado pelo Chelsea. Porém, assim como Felipão, ele foi fritado pelos jogadores do clube inglês e deixou o comando da equipe durante as oitavas de final da Liga dos Campeões.

Antes de assumir o comando do Porto, Villas-Boas trabalhou nas categorias de base do clube português e também foi assistente de José Mourinho no time principal.

Entre para a torcida virtual do São Paulo:

Leia tudo sobre: São PauloAndré Villas-BoasLeãoJuvenal Juvêncio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG