Para Neymar, o desafio contra a Argentina é a chance de uma resposta após a atuação ruim na derrota contra o México

Mano conversa com Neymar
Reuters
Mano conversa com Neymar

A derrota contra o México criou um clima de contestação sobre a seleção brasileira para o compromisso diante da Argentina, sábado, em Nova Jersey (EUA). O técnico Mano Menezes está preocupado em função de contar com um time mais jovem - com uma base sub-23 - para enfrentar o maior rival, mas o atacante Neymar adota um discurso otimista.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Sabemos que vamos encontrar uma grande equipe, o Messi e outros grandes jogadores. Vamos entrar respeitando, mas vamos jogar o nosso futebol. Na seleção, não foram convocados 23 de esquina, todos têm condições de representar", disse o camisa 11.

Leia mais:  Messi supera trauma da seleção e vira exemplo para Neymar

Para Neymar, o desafio contra a Argentina é a chance de uma resposta. Na derrota do final de semana contra o México, a estrela santista sofreu com a ferrenha marcação do adversário. Ele reconhece que fez uma avaliação junto com a comissão técnica para pensar em novos espaços.

"Quando eu pego a bola vem, às vezes, dois ou três adversários, nós temos de movimentar mais rápido, estamos conversando para arrumar uma solução para corrigir", afirmou.

Veja também:  Marin minimiza revés para o México e se mostra orgulhoso da seleção

Na visão de Neymar, a mudança de postura da seleção brasileira diante da Argentina não está diretamente relacionada com a modificação de esquema ou a saída de um dos três atacantes escalados nos últimos jogos.

"Responsabilidade sempre tem com a camisa da Seleção Brasileira, não importa o número de atacantes, devemos pensar que sempre estamos jogando por nosso país. A expectativa é grande, que a gente possa fazer uma grande apresentação, respeitando a Argentina por completo", encerrou o craque santista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.