Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ganso tem rápida recuperação, mas Muricy pede paciência para retorno

Meia do Santos vem realizando sessões de fisioterapia para se recuperar a tempo de jogar as semis da Libertadores contra o Corinthians

Gazeta |

Gazeta Press
O técnico Muricy pediu paciência para o retorno de Ganso ao time

Submetido a uma artroscopia no joelho direito, o meia Paulo Henrique Ganso tenta acelerar o seu processo de recuperação, visando os duelos do Santos com o Corinthians, pelas semifinais da Copa Libertadores da América. O jogador tem passado os últimos dias no CT Rei Pelé, realizando três sessões de fisioterapia por dia. Mas, apesar da evolução demonstrada, o técnico Muricy Ramalho prefere não arriscar prognósticos sobre o retorno de Ganso a equipe.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores 

Questionado se acredita que o camisa 10 poderá estar em campo contra o Timão, na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro, o treinador se manteve cauteloso a respeito. “Não sei. Ele vem se recuperando muito rápido, apresentando uma grande melhora. Tudo bem que a operação não é lá muito complicada, é algo simples, e ele resolveu se internar no CT (tem até dormido noHotel Recanto dos Alvinegros), mas temos que ter paciência. Ele tem feito fisioterapia em três períodos, o que tem facilitado a recuperação. Só que não vamos apressar nada”, disse.

Leia mais: Defesas erram, e Santos empata com o Fluminense em casa

Muricy lembrou que o cronograma antes da operação, realizada no último dia 25, apontava que a volta do maestro alvinegro ocorreria num prazo de três a quatro semanas. Sendo assim, o comandante só irá se sentir seguro para escalar Paulo Henrique Ganso, que já iniciou os trabalhos na bicicleta ergométrica e também realizará exercícios na piscina, visando não provocar impactos mais fortes nas articulações do joelho, se receber o aval do médico responsável pela cirurgia (José Ricardo Pécora) e do departamento médico do clube.

Veja a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

“O retorno dele tem que ser muito bem pensado. O Ganso é muito importante, não só para o Santos, como para a Seleção. Ele só vai jogar se tiver condições e o médico que fez a operação nos confirmar que ele está liberado. Não vamos forçar nada. Não é minha característica, eu não ‘arrebento’ jogador”, comentou.

Se Ganso realmente não estiver em condições físicas para atuar contra o Corinthians, Muricy Ramalho deverá escolher entre o centroavante Alan Kardec e o experiente lateral esquerdo Léo para a sua posição. O primeiro leva vantagem e, caso seja escalado nessa função, o atacante Borges deve voltar ao time titular, ao lado de Neymar para o clássico.

Leia tudo sobre: muricy ramalhogansosantoslibertadores 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG