Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras prepara resposta a "fantasia" do Flamengo sobre Ronaldinho

Clube paulista foi notificado pelo Fla por supostamente induzir o jogador a romper seu vínculo com o time da Gávea

Gazeta |

O Palmeiras recebeu neste sábado a notificação extrajudicial do Flamengo a respeito de um suposto assédio a Ronaldinho Gaúcho e agora prepara uma resposta ao que chamou de "fantasia" da diretoria rubro-negra.

Leia mais: Flamengo ameaça cobrar R$ 325 mi caso Palmeiras contrate Ronaldinho

Vipcomm
Ronaldinho com a presidente do Flamengo em sua apresentação ao clube

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

"Acabamos de ser notificados e vamos nos posicionar entre segunda e terça-feira. Isso é uma fantasia. O Palmeiras refuta qualquer tipo de correção de procedimento, especialmente quanto a assédio", disse o diretor jurídico do clube paulista, Piraci Oliveira

Tanto o presidente Arnado Tirone quanto Roberto Frizzo (diretor de futebol) e César Sampaio (gerente de futebol) negam conversa com o meia, que obteve liminar na quinta-feira, na Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro, para deixar o clube carioca. Por isso, o Palmeiras enviará uma contra-notificação ao clube carioca.

No texto enviado com cópia para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Federação Paulista de Futebol (FPF), o Flamengo diz ter "evidências de que a Sociedade Esportiva Palmeiras iniciou tratativas para a contratação do atleta Ronaldo de Assis Moreira" antes de seu desligamento do clube, incluindo detalhes de uma suposta negociação entre as partes. A negociação de um jogador com contrato é proibida pela Fifa e os cariocas tentam melar a transferência do jogador alegando que o clube paulista induziu o jogador ao rompimento do vínculo com o Fla.

Vipcomm
Ronaldinho Gaúcho comemora gol pelo Flamengo

VEJA FOTOS DA PASSAGEM DE RONALDINHO GAÚCHO PELO FLAMENGO

Ronaldinho chegou a conversar com o Palmeiras na mesma época em que acertou a ida para o Flamengo, no ano passado. Na ocasião, ele era disputado também pelo Grêmio, onde foi revelado, mas optou por jogar no Rio de Janeiro. Agora em litígio, ele cobra R$ 40 milhões referentes a obrigações que não lhe teriam sido pagas.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG