Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São-paulino rechaça clima tenso em partida com Inter após caso Oscar

Clubes se enfrentam no próximo dia 6, mas Cícero acredita que richa entre os times fica apenas entre as diretorias

Gazeta |

AE
Cícero nega tensão entre São Paulo e Inter dentro de campo

São Paulo e Internacional travaram longa novela por conta do meia Oscar, finalizada com o pagamento R$ 15 milhões para o time do Morumbi. Entretanto, o meia são-paulino Cícero acredita que o embate jurídico não acirrará os ânimos no duelo de 6 de junho entre as duas equipes no Beira-Rio.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Esta é uma questão da diretoria. Nós temos que fazer nossa parte dentro de campo e esquecer isso. É um caso que eles já resolveram, então temos que procurar esquecer se tiver esta rivalidade. Temos que focar nos 90 minutos dentro de campo", discursou o meio-campista.

Aos 18 anos, Oscar entrou na Justiça contra o São Paulo, alegando ter sido coagido a assinar um contrato de três temporadas quando tinha 16 anos, o que é proibido pela Fifa. Em junho de 2010, após conseguir uma liminar que o tornava dono de seus direitos federativos, o atleta acertou com o Internacional até 2016.

Leia também:  Cícero vê Brasileirão como preparação para semifinal da Copa do Brasil

Em fevereiro deste ano, o São Paulo obteve uma liminar no TRT que tirou o jogador momentaneamente do Internacional. Após 47 dias afastado dos gramados, Oscar conseguiu habeas corpus e atuou na final do Gauchão.

A disputa judicial entre os dois times se encerrou depois que Oscar reconheceu, por meio de uma petição entregue pelos seus advogados ao Tribunal Superior do Trabalho, a validade de seu contrato anterior com o São Paulo, e encaminhou o pedido de rescisão ao clube paulista.

Confira ainda:  Com R$ 15 mi, São Paulo elogia agente e vê Oscar como filho pródigo

Além do jovem armador, o time gaúcho conta com Dagoberto em seu elenco. Jogador do São Paulo até a temporada passada, o atacante reencontrará a equipe por onde atuou nos últimos quatro anos. "Tem tempo que não falo com o Dagoberto. Ele está fazendo o trabalho dele lá, tinha sua moral com o torcedor e agora está defendendo as cores do Inter. Mostraremos respeito por ele dentro de campo", avisou Cícero.

Leia tudo sobre: são paulointernacionalbrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG