Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Por R$ 1,8 milhão, Corinthians e Adriano se entendem e encerram ação na Justiça

Clube e jogador entraram em acordo e jogador aceitou receber bem menos do que pedia

iG São Paulo | - Atualizada às

AE
Adriano veio a São Paulo e entrou em acordo com o Corinthians

O Corinthians e o atacante Adriano encerraram a briga judicial que travavam desde março, quando o atacante foi demitido pelo clube . O jogador cobrava cerca de R$ 50 milhões referentes ao fim do seu vínculo com o clube e por danos morais, mas aceitou receber R$ 1,8 milhão a serem pagos em seis parcelas até dezembro. O acordo foi feito em audiência realizada na 89.ª Vara do Trabalho da Barra Funda , em São Paulo.

Em março, o clube anunciou que o atleta foi demitido por justa causa . Ele teria faltado a 67 sessões de fisioterapia e treinamentos no CT corintiano no Parque Ecológico.

“Eu fui mandado embora, mas não por justa causa. A minha principal razão dentro desse processo não era o dinheiro e sim a minha imagem que foi degradada injustamente”, disse Adriano por meio da sua assessoria de imprensa. “Quero agradecer pelo tempo que fiquei no Corinthians e deixar claro que gosto e me identifico muito com a torcida. Agora, depois de mais uma página virada, posso seguir em frente com a minha recuperação”.

Com o novo acordo, o Corinthians anunciou que Adriano poderá receber o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), ao invés de ficar apenas com os R$ 150 mil depositados anteriormente referentes à demissão por justa causa.

O salário que Adriano vinha recebendo do Corinthians estava em dia, mas havia uma briga entre as partes por causa da cobrança de valores referentes a direitos de imagem. E, com o novo acordo, ele está liberado de vez para se tornar atleta do Flamengo. Na última quarta-feira, inclusive, o jogador anunciou que iria iniciar, na próxima segunda, os trabalhos de fisioterapia no CT do clube carioca. Ele se recupera de uma cirurgia no tornozelo esquerdo .

*com Agência Estado

Leia tudo sobre: corinthiansflamengoadrianojustiça

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG