Cabines provisórias à beira do campo podem atrapalhar transmissão de imagens. Clube deve abrir espaço nas tribunas

Obras no estádio Beira-Rio
Gabriel Cardoso
Obras no estádio Beira-Rio

O Inter ficou semanas construindo cabines provisórias para a imprensa, mas pode ter que destruir as estruturas sem sequer usá-las. A TV Globo reclamou do posicionamento das cabines na beira do campo, pois atrapalhariam algumas imagens.

Veja também: Dátolo sente problema físico e vira problema no Inter

Segundo os engenheiros da emissora, as cabines foram feitas muito altas e muito próximas do gramado, criando alguns pontos cegos nas tomadas de câmera feitas do alto.

O Inter está estudando o que fazer, mas cogita seriamente destruir as cabines. Caso siga tudo igual, a emissora vai tirar a transmissão do jogo da TV aberta e passará para o pay-per-view, o que representaria perda financeira para o clube.

Vale lembrar que a emissora é detentora dos direitos de transmissão do Brasileirão.

Leia ainda: São Paulo descarta clima tenso com o Inter por conta de Oscar

Caso não dê tempo para a construção de novas cabines, o Inter deve criar um espaço nas cadeiras e na tribuna de honra para abrigar a imprensa de forma provisória no jogo do dia 6 de junho, próxima quarta-feira, contra o São Paulo, pelo Brasileirão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.