Everton Páscoa entra no lugar de André Leone por ser mais forte e mais rápido, segundo o treinador

selo

Vadão, técnico do Guarani, tenta mexer no time para tentar um milagre
AE
Vadão, técnico do Guarani, tenta mexer no time para tentar um milagre
Cada vez menos esperançoso de reverter a ampla vantagem do Santos na decisão do título paulista, o técnico Osvaldo Alvarez , o Vadão, praticamente definiu o time do Guarani, de forma antecipada, para o duelo final, domingo, no Morumbi. Everton Páscoa na defesa e Bruno Neves no meio-campo serão as novidades. Após perder por 3 a 0, agora só uma goleada por 4 a 0 dará o inédito título paulista ao time de Campinas.

Leia também: Lesionado, Neto desfalca Guarani na final do Paulistão

Páscoa vinha atuando como volante, mas sua posição de origem é mesmo zagueiro. No jogo inicial, após a contusão de Neto, quem entrou foi André Leone , que estava no banco de reservas. A troca, agora, até se faz necessária para atingir o objetivo do técnico, que é ganhar mais velocidade e força na marcação. Páscoa formará a dupla ao lado de Domingos.

"O Páscoa é bem mais forte e mais rápido do que o André Leone, que tem a seu favor a experiência e a excelente colocação dentro da área. Por isso, vamos optar pela mudança", justificou Vadão , após o treinamento realizado, nesta tarde, no CT do Brinco de Ouro.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O recuo de Páscoa para a defesa implica também na entrada do volante Bruno Neves no meio-campo ao lado de Fábio Bahia. Os dois serão os responsáveis pela marcação, auxiliados por Medina e Danilo Sacramento.

O time, portanto, terá mesmo a baixa de quatro titulares, que participaram da boa campanha nesta temporada. O último a se machucar foi o zagueiro Neto, cotado para se transferir ao Santos. Antes deles, estavam vetados o meia Fernando Fumagalli e o lateral-direito Oziel, fora dos dois jogos finais. Ainda na fase de classificação, o time ficou sem a experiência do volante Wellington Monteiro, que teve que ser submetido a uma cirurgia de ligamento anterior do joelho direito.

Com o time definido, Vadão e a comissão técnica vão agora trabalhar a parte emocional do grupo. "Não que falte alguma coisa para nossos jogadores, mas porque o emocional positivo pode reverter algo a mais de rendimento dentro de campo. E vamos precisar disso para tentar tirar uma diferença de gols que é bastante elástica", explicou o psicólogo João Serapião Filho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.