Tamanho do texto

Assembleia parlamentar do órgão aprovou texto em que também recomenda suposta omissão do presidente em denúncias de corrupção

A assembleia parlamentar do Conselho da Europa, órgão europeu multilateral desvinculado da União Europeia (UE), aprovou hoje uma recomendação para que a Federação Internacional de Futebol (Fifa) abra uma investigação interna sobre a reeleição do suíço Joseph Blatter, atualmente em seu quarto mandato.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O texto, aprovado quase por unanimidade, pede que a organização de futebol faça uma investigação "aprofundada e exaustiva" para verificar se ele se aproveitou de sua posição para obter "vantagens indébitas para si mesmo e para potenciais eleitores".

A assembleia também acusa o presidente da Fifa de ter se omitido com relação aos casos de corrupção que envolveram funcionários da federação.

Os parlamentares atestaram que a entidade tem o dever de esclarecer os escândalos em que se encontra envolvida e deve mudar sua estrutura de gestão, tornando-a mais transparente e guiada sob os princípios democráticos.

A assembleia do Conselho da Europa ainda pediu que a Fifa publique todos os documentos que possam se relativos ao caso dos pagamentos a funcionários da Fifa por parte da empresa ISL/ISMM, proprietária dos direitos de televisão para fora da Europa dos Mundiais de 2002 e 2006.

Os três legisladores dos 98 presentes que não aprovaram o texto contra Blatter pertencem à delegação suíça.