Goleiro do Corinthians falhou em dois gols na vitória de 3 a 2 do time de Campinas, pelas quartas de final do Campeonato Paulista

A melhor campanha do Corinthians na primeira fase do Campeonato Paulista não fez a mínima diferença nas quartas de final. Neste domingo, no Pacaembu, a Ponte Preta derrotou o time do Parque São Jorge por 3 a 2 e garantiu vaga na semifinal do Estadual.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Apesar de ter terminado a primeira fase 18 pontos atrás do adversário, a Ponte Preta fez uma excelente partida mesmo jogando fora de casa e mereceu a classificação. Com uma marcação eficiente, o time comandado por Gilson Kleina anulou as principais jogadas de ataque do Corinthians .

Leia mais: Neymar dá assistência, faz 99º gol pelo Santos e time bate o Mogi

De quebra, o time de Campinas contou com duas falhas do goleiro Júlio César para garantir a classificação. No primeiro tempo, Willian Magrão bateu falta e o camisa 1 falhou feio. No segundo, ele cobrou mal um tiro de meta e Rodrigo Pimpão fez o terceiro gol da Ponte Preta .

O jogo

A partida começou com o Corinthians um pouco mais efetivo no ataque, mas foi a Ponte Preta quem abriu o placar. Aos 12 minutos, Willian Magrão cobrou falta no canto, o goleiro Júlio César falhou feio e a bola morre no fundo da rede: 1 a 0.

E mais: Presidente pede desculpas à torcida: "Jogamos um campeonato fora"

Depois do gol, o time de Campinas armou a retranca e dificultou as jogadas de ataque do adversário. Apenas aos 23 minutos, o Corinthians criou seu primeiro lance de perigo. Emerson fez boa jogada pelo meio e rolou para Fábio Santos. O lateral-esquerdo soltou a bomba, mas a bola passou por cima do travessão.

Júlio César lamenta após falhar no terceiro gol da Ponte Preta
AE
Júlio César lamenta após falhar no terceiro gol da Ponte Preta
Em rápido contra-ataque aos 27 minutos, a Ponte Preta quase ampliou a vantagem. Cicinho cruzou na área, Leandro Castán desviou e João Paulo chutou para o gol, assustando o goleiro Júlio César .

Veja também: Roger manda recado aos críticos: "Vão ter que engolir a Ponte Preta"

Melhor em campo, o time de Campinas conseguiu marcar o segundo gol aos 34 minutos. Uendel recebeu pela esquerda e cruzou na medida para Roger acertar o canto: 2 a 0.

No segundo tempo, o Corinthians voltou com duas mudanças. Jorge Henrique e Danilo saíram para as entradas de Douglas e Alex. Apoiado bela torcida que compareceu em bom número ao Pacaembu, os comandados do técnico Tite foram com tudo para o ataque. Aos quatro minutos, Emerson foi acionado por Edenilson e, dentro da área, soltou a bomba para defesa em dois tempos do goleiro Bruno.

Na base da pressão, o Corinthians chegou outras vezes ao ataque e descontou aos 29 minutos em lance polêmico. Apesar de Renato Cajá estar machucado no chão, o time do Parque São Jorge foi para o ataque, Willian invadiu a área e chutou forte no canto: 2 a 1.

O lance gerou polêmica e Gilson Kleina foi expulso após reclamar bastante com o árbitro Rodrigo Braghetto. A Polícia Militar, inclusive, foi acionada para retirar o treinador da Ponte Preta.

Quando o Corinthians estava perto de empatar, Júlio César cometeu outra falha. Aos 44 minutos, ele bateu mal o tiro de meta, a bola bateu nas costas de Leandro Castán, Rodrigo Pimpão recebeu o passe e fez o terceiro gol.

Depois, nos acréscimos, o Corinthians ainda descontou com Alex. O meia-atacante arriscou de fora da área, a bola desviou na marcação e enganou o goleiro: 3 a 2.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 3 PONTE PRETA

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 22 de abril de 2012 (domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Braghetto
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Carlos Augusto Nogueira Junior
Cartões amarelos: Ralf, Liedson (Corinthians); Guilherme, W. Magrão, Cicinho, R. Cajá, Roger (Ponte)
Público: 24.254 pagantes
Renda: R$ 908.481,00
Gols:
CORINTHIANS: Willian, aos 29 minutos, e Alex, aos 46 minutos do segundo tempo
PONTE: Willian Magrão, aos 12, e Roger, aos 34 minutos do primeiro tempo; Rodrigo Pimpão, aos 44 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Júlio César; Edenílson, Marquinhos (Willian), Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo (Douglas); Jorge Henrique (Alex), Emerson e Liedson
Técnico: Tite

PONTE PRETA: Bruno Fuso; Guilherme, Willian Magrão, Ferron e Uendel; Cicinho, João Paulo Silva, Gerson (Xaves), Renato Cajá e Caio (Rodrigo Pimpão); Roger (Leandrão)
Técnico: Gilson Kleina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.