Tamanho do texto

Time da capital espanhola vence arquirrival fora de casa por 2 a 1 e pode se sagrar campeão nacional já na próxima rodada

Real Madrid levou a melhor no clássico contra o Barcelona deste sábado e está a um passo de conquistar o título do Campeonato Espanhol da temporada 2011/12. A equipe merengue calou a torcida adversária presente no Camp Nou ao vencer por 2 a 1 e abriu sete pontos sobre o arquirrival na liderança da competição.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Cristiano Ronaldo marca gol e pede
AP
Cristiano Ronaldo marca gol e pede "calma" à torcida do Barcelona

Confira a tabela do Campeonato Espanhol

A vitória no clássico deixa o Real Madrid com 88 pontos, ao passo que o Barcelona permanece estacionado nos 81. Restando quatro rodadas para o fim do campeonato, o time da capital espanhola pode assegurar o título já no próximo final de semana. Para que isso ocorra, será preciso vencer o Sevilla dentro do seu estádio e torcer por um tropeço do clube catalão, que vai encarar o Rayo Vallecano fora de casa.

Leia também: Em noite de recorde, Cristiano Ronaldo deixa Messi para trás

Com os dois gols deste sábado, marcados por Khedira e Cristiano Ronaldo , o Real Madrid chega a 109 na atual edição do Campeonato Espanhol. Desta maneira, o time comandado por José Mourinho entra para a história como o dono do melhor ataque da competição em todos os tempos, superando a marca de 107 que o próprio Real Madrid registrou na temporada 1989/90.

Veja ainda: Guardiola joga a toalha e parabeniza Real Madrid por título espanhol

O argentino Lionel Messi passou em branco nesta partida. Quem marcou para o Barcelona foi o chileno Alexis Sánchez. Desta maneira, Cristiano Ronaldo se isola na artilharia do Campeonato Espanhol com 42 gols, estabelecendo o recorde de gols em uma edição da competição.

E mais:  Real Madrid despede diretor por declarações polêmicas no Twitter

A participação brasileira no clássico ficou por conta apenas do Barcelona, que escalou Adriano e Daniel Alves entre os titulares. Pelos lados do Real Madrid, Kaká e Marcelo  foram meros espectadores da partida.

O jogo

O Real Madrid ignorou o fato de atuar como visitante e começou melhor no Camp Nou. Logo aos quatro minutos de jogo, o time merengue chegou com perigo pela primeira vez. Ozil cobrou escanteio e Cristiano Ronaldo ganhou a disputa pelo alto de cabeça. A bola desviou na defesa do Barcelona, mas Valdés estava atento e fez a defesa.

Dois minutos mais tarde, foi a vez do Barcelona assustar. Daniel Alves foi lançado para disputar o lance com Casillas na entrada da área. O brasileiro ainda conseguiu alcançar o passe, mas não conseguiu tirar do goleiro, que ficou com a bola.

Novamente aproveitando cobrança de escanteio, o Real Madrid voltou ao ataque com perigo e abriu o placar aos 16 minutos. O zagueiro Pepe subiu mais alto na grande área e desviou para o gol. Valdés fez a defesa, mas Puyol demorou para afastar o rebote e permitiu a chegada de Khedira, que aproveitou o vacilo do zagueiro para estufar a rede.

O gol fez o Barcelona partir com tudo para cima do adversário buscando o empate ainda na primeira metade. Mesmo tendo maior posse de bola, o time finalizava pouco. Tello e Xavi arriscaram de fora da área, mas os chutes passaram à direita do gol defendido por Casillas.

A melhor chance aconteceu aos 26 minutos e teve origem nos pés de Messi. O argentino viu a infiltração de Xavi dentro da área e fez o passe. A bola chegou aos pés do meia, que ficou cara a cara com Casillas, mas foi infeliz na conclusão e bateu para fora.

O Barcelona armou outra boa trama ofensiva aos 41 minutos. Tello foi lançado na esquerda e passou para Xavi, que estava em posição central. O meia preferiu não arriscar o chute e ligou Daniel Alves na direita. O brasileiro tentou cruzamento para Messi, que apareceu na entrada da pequena área, mas foi travado na hora por Pepe.

O placar de 1 a 0 persistiu até o intervalo e era bom sinal para o Real Madrid. Afinal de contas, a história do clássico entre os dois times mostrava que o Barcelona saiu de campo vencedor uma única vez nas 17 partidas que jogou dentro de casa e terminou o primeiro tempo em desvantagem.

No segundo tempo, o Barcelona adotou postura ainda mais ofensiva para buscar o empate e pressionou a saída de bola do Real. Duas boas chances foram criadas, mas Tello concluiu ambas com falta de capricho. Aos 22 minutos, Xavi arriscou da intermediária e a bola passou muito perto da trave.

Três minutos depois, a torcida do Barcelona finalmente pôde soltar o grito de gol. Em mais uma jogada bem trabalhada pela linha de frente da equipe catalã, Tello recebeu a bola na esquerda e bateu cruzado, com força. Casillas rebateu, mas a bola continuou na área do Real Madrid. Alexis Sánchez , que tinha acabado de entrar na vaga de Xavi, foi mais feliz no bate e rebate e empurrou para o fundo do gol.

Mas a alegria do Barcelona durou apenas dois minutos. Aos 27, Ozil recebeu na direita e viu Cristiano Ronaldo disparar pelo meio da defesa adversária. O momento de desatenção da defesa catalã, que não havia desgrudado do português até então, custou caro. Ele recebeu a bola livre de marcação e bateu na saída de Valdés.

O Barcelona tentou encontrar o caminho do gol novamente, mas esbarrou na marcação do Real Madrid. No fim, os visitantes ainda tiveram a chance de ampliar em um contra-ataque, mas Benzema acabou batendo no meio do gol, sem dificuldade para a defesa de Valdés.